Central de Atendimento

Como podemos ajudar?
Precisa de ajuda?

Quais são os exames médicos que os idosos não podem deixar de fazer?

Quais são os exames médicos essenciais para os idosos?

As preocupações com a saúde são comuns a toda as pessoas e ganham ainda mais relevância à medida que envelhecemos. Fazer controlos de saúde de rotina é importante para detetar qualquer problema na fase inicial, quando é mais fácil de tratar.

Quanto melhores os cuidados de saúde ao longo da vida, maior probabilidade de haver melhor qualidade de vida na idade mais avançada.

Manter o acompanhamento médico e fazer check-ups de saúde com regularidade é a forma mais fácil de conseguir a tão desejada qualidade de vida.

Para os idosos é essencial que haja uma maior atenção à saúde. Fazer exames de rotina com regularidade permite diagnosticar precocemente doenças ou complicações de saúde, facilitando também a realização e os resultados dos tratamentos.

O acompanhamento médico nesta fase da vida deve incidir mais nas doenças que têm como principal fator de risco a idade, por isso os exames de rastreio nas faixas etárias recomendadas e de acordo com as doenças mais problemáticas, é essencial.

Chegar a uma idade avançada com vigor e qualidade de vida é um objetivo legitimo, mas requer alguns cuidados básicos como a realização de exames de rotina.

Ter mais de 60 anos não tem que representar o fim da vida profissional e pessoal.

Com o avanço da tecnologia e os avanços da medicina as pessoas nesta faixa etária podem permanecer ativos e produtivos por mais tempo, mas é fundamental não descuidarem da saúde e realizar os exames médicos necessários.

Quais são os exames essenciais?

Todos estes exames fazem parte de um plano de rotina de saúde para idosos, tendo em conta que cada idoso tem um histórico de saúde e uma situação especifica e por isso precisa de cuidados e orientações médicas adequadas ao seu caso concreto.

O geriatra, um médico especialista em questões de saúde relacionadas com a idade, ou o médico de família assistente habitual, são os profissionais de saúde mais indicados para acompanhar o idoso e recomendar os exames médicos necessários.

Devido aos fatores de risco específicos para a saúde relacionados com a idade, existem alguns exames médicos que são essenciais para os idosos.

Eis alguns exemplos:

Rastreio de aneurisma da aorta bdominal

Este rastreio permite verificar se há uma protuberância ou inchaço na aorta que possa causar problemas mais tarde.

O teste de rastreio implica a realização de ecografia à zona abdominal, especialmente na zona do estômago. É um exame rápido, indolor e fiável.

A aorta é o principal vaso sanguíneo do corpo. A sua função é bombear o sangue do coração em todo o corpo.

Se um inchaço na aorta passar despercebido pode inchar e aumentar o volume, correndo o risco de rebentar, causando hemorragias no interior do estômago que podem por a vida em risco.

Um aneurisma da aorta abdominal geralmente não apresenta sintomas, por isso o exame de rastreio é importante.

Este problema de saúde tende a ocorrer mais nos homens a partir dos 65 anos de idade, por isso esta população é a mais indicada para fazer este exame de rastreio.

Depois do resultado do exame, se for encontrado algum problema, o médico deverá aconselhar exames complementares e possíveis tratamentos.

Vigilância da tensão arterial

A pressão arterial designa a força que o sangue exerce sobre as paredes das artérias. A tensão arterial elevada pode enfraquecer o coração e danificar as paredes das artérias, aumentando o risco de doença cardíaca, AVC e doenças renais.

Este teste pode ser feito em algumas farmácias, centros de saúde ou junto do médico. Éum exame indolor que consiste em colocar uma manga no braço que é insuflada até ficar apertada e permite medir a tensão arterial.

Existem medidores de tensão arterial que podem ser usados em casa.

Muitas pessoas têm a tensão arterial elevada, mas não se apercebem porque este problema de saúde, muitas vezes não apresenta sintomas.

Se as medições apresentarem resultados fora do intervalo normal, a tensão terá de ser verificada várias vezes para verificar se há um padrão. Se a tensão arterial for constantemente elevada, o médico assistente poderá indicar tratamentos adequados.

O tratamento pode incluir mudanças no estilo de vida, e se estas mudanças não resultarem ou a tensão arterial for muito elevada, é provável que seja necessário a utilização de medicamentos.

Como complemento poderá ser necessário testes complementares ao sangue para verificar o funcionamento dos rins e o risco de desenvolver diabetes.

Rastreio do cancro do intestino

É um exame de imagem do intestino grosso que possibilita chegar a um diagnóstico de lesões iniciais ou até mesmo ao diagnóstico de cancro colorretal já existente. É recomendado para as mulheres e homens assim que chegam aos 50 anos.

O rastreio do cancro do intestino pode detetar potenciais problemas antes da pessoa ter sintomas e pode servir como um diagnóstico precoce de cancro com potencial para salvar vidas.

Este rastreio pode ser feito de várias maneiras. Pode ser feito um teste de sangue oculto nas fezes, o implica a recolha de amostras de fezes que são depois enviadas para analise em laboratório.

Outra forma de rastrear o cancro do intestino é através de uma colonoscopia. Este exame deve ser feito a todos os homens e mulheres pela primeira vez após os 50 anos e a cada 2 anos entre os 60 e os 75 anos de idade.

O cancro do intestino é um dos cancros com maior incidência em Portugal e que causa mais mortes, quanto mais cedo for detetado, mais fácil será o tratamento e melhores serão as hipóteses de sobrevivência.

Mediante os resultados dos testes poderão ser necessários outros procedimentos médicos ou a realização de outros testes para confirmação de diagnóstico.

Leia mais sobre cancro.

Rastreio mamário

O rastreio mamário regular é benéfico para detetar o cancro da mama precocemente e quanto mais cedo for detetado, melhores serão as hipóteses de sobrevivência.

Existe algum risco associado ao rastreio mamário e podem também ser detetados alguns tumores que não são malignos e que não apresentam sintomas, o que pode implicar a realização de mais testes ou outro tipo de tratamentos.

O ideal é ter sempre o acompanhamento médico e debater com ele o melhor caminho a seguir.

O exame implica a colocação de cada mama numa máquina de raio-x e é comprimida com uma placa. Esta compressão dura alguns segundos, mas pode causar algum desconforto.

O cancro da mama é o tipo de cancro mais comum entre as mulheres, tem uma alta incidência e uma alta mortalidade.

O rastreio do cancro da mama deverá ser iniciado entre os 40 e os 45 anos de idade e deverá continuar todos os anos até aos 75 anos de idade.

Os resultados servirão para verificar se é necessário fazer outros exames como uma biopsia, por exemplo, ou se será só necessário repetir a mamografia mais tarde.

Apesar deste exame ser indicado a partir dos 35 anos, é recomendado fazer uma mamografia a cada dois anos, pelo menos, em mulheres entre os 50 e os 69 anos. Em caso de haver histórico desse tipo de cancro na família, o exame pode ser solicitado com maior frequência.

Rastreio cervical do cancro do útero

Este rastreio é um método de prevenção do cancro através da deteção de anomalias na zona cervical do útero que, se não forem tratadas, podem levar desenvolvimento de cancro no colo do útero nas mulheres.

O rastreio é feito através da introdução de um espéculo para abrir a vagina da mulher e é usada de seguida pequena escova macia para varrer à volta do colo do útero. Este processo pode ser um pouco desconfortável, mas geralmente não é doloroso.

Este exame compreende o teste de citologia cervical, também conhecido como papanicolau nas mulheres entre os 20 e os 30 anos e até aos 60 anos de idade, que deve ser realizado pelos menos todos os anos.

Estes exames são fundamentais para prevenção nas mulheres com vida sexual ativa ou não. É recomendado que as mulheres façam este teste pelo menos, uma vez por ano até ao 60 ou mesmo 70 anos.

Esses exames permitem diagnosticar infeções e a incidência deste cancro.

Em Portugal, o cancro no útero é muito comum, tendo em conta os tumores do sistema reprodutor feminino em geral, representando cerca de 6% de todos os cancros nas mulheres.

Depois dos resultados do exame, a maioria são normais, mas se forem detetadas algumas alterações, isto não significa necessariamente que exista cancro. Estas alterações anormais vão ter que ser posteriormente investigadas com a realização de outros exames como a biopsia ou a colposcopia.

Em alguns casos, o cancro do colo do útero resulta da infeção pelo vírus do Papiloma Humano (HPV). Embora as infeções por este vírus possam ser transmitidas por vias não sexuais, a maioria resulta do contato sexual.

Teste ao nível de colesterol

O colesterol é um tipo de gordura que é transportada no sangue por todo o corpo. Níveis elevados de colesterol podem acumular-se nas artérias e aumentar o risco de ataque cardíaco ou AVC.

Os níveis de colesterol são geralmente medidos através de analises ao sangue.

Os níveis elevados desta gordura não causam quaisquer sintomas, pelo que se pode ter altos níveis de colesterol sem saber e a única forma é fazer o teste para que se possa fazer um tratamento caso seja necessário.

Para alterar o colesterol elevado, podem fazer-se alterações na dieta, mantendo um peso saudável e fazendo exercício físico regularmente. Quando já existem doenças cardíacas ou se houver risco de as desenvolver, o médico pode prescrever medicamentos para baixar o colesterol.

Pode também vigiar a saúde cardíaca com um monitor.

Rastreio Cancro da pele

Quer seja través de autoexame ou através de uma clínica especializada, manter uma vigilância de possíveis alterações na pele e sinais pode ajudar a detetar os primeiros sinais de cancro de pele.

A maioria dos sinais são inofensivos, mas por vezes podem evoluir para uma forma rara de cancro de pele chamada melanoma maligno.

Alterações na cor, tamanho ou forma de um sinal na pele são importantes e o médico assistente pode examiná-los e, se necessário, encaminhar para o dermatologista ou para a realização de mais testes.

Estima-se que, em Portugal, os vários tipos de cancro de pele conduzem a mais de 400 mortes anuais, a maioria causada pelo melanoma, o tipo de cancro de pele mais grave e que contribui para cerca de 10% dos novos casos anuais.

Como acontece com todos os cancros, a deteção precoce e o tratamento aumentam as hipóteses de sobrevivência.

Todos os sinais do corpo devem ser verificados com alguma frequência e deve-se consultar o médico se se notarem quaisquer alterações.

Se se encontrarem sinais suspeitos o médico encaminhará o idoso para fazer mais testes com o dermatologista que poderá decidir retirar o sinal. Se for encontrado um melanoma, poderá ser necessário realizar mais testes para verificar se o cancro não se espalhou.

Vacinação

As pessoas recuperam normalmente da gripe, pneumonia ou herpes sem quaisquer problemas posteriores. No entanto, ter uma destas infeções com idade mais avançada pode causar graves problemas de saúde, e pode ser fatal.

A melhor proteção é a vacinação. O médico assistente poderá dar mais informações sobre a toma destas vacinas e como as obter. A vacina da gripe pode ser também obtida na farmácia.

A gripe e a pneumonia são a quarta causa de morte mais comum em pessoas com mais de 65 anos. A herpes pode causar sérias complicações a longo prazo e pode, por vezes, ser fatal.

As pessoas com 65 anos ou mais, podem ser vacinadas gratuitamente contra a gripe. A vacina contra a gripe é necessária todos os anos porque o vírus da gripe muda constantemente e a vacina é atualizada para dar a melhor proteção.

Quem tem menos de 65 anos, mas tem uma doença crónica, como por exemplo, diabetes, doença cardíaca ou DPOC poderá também tomar a vacina da gripe.

A vacina contra a pneumonia ou vacina pneumocócica, faz parte do Programa Nacional de Vacinação e é importante para a prevenção de doenças graves, como a pneumonia e a meningite.

A vacina protege contra infeções pneumocócicas graves e potencialmente fatais. Estas infeções são causadas pela bactéria Streptococcus pneumoniae e, dependendo do órgão ou parte do corpo afetada, podem causar vários tipos de problemas de saúde graves, como pneumonia ou meningite bacteriana.

As pessoas podem transportar esta bactéria na garganta sem manifestar qualquer sintoma de doença. Ainda assim, podem transmiti-la a outras pessoas geralmente sob a forma de gotículas que expelem através do nariz ou da boca quando respiram, tossem ou espirram.

Por estas razões é importante recorrer à vacinação como forma de prevenir e evitar o contágio da doença, especialmente perigosa para pessoas com determinados problemas de saúde e idosos a partir dos 65 anos.

Também pode ser possível tomar uma vacina contra o herpes sobretudo para as pessoas entre os 70 e os 80 anos.

Saiba como aumentar a imunidade nos idosos.

Análises ao sangue

Os exames ao sangue possibilitam o diagnóstico de várias doenças como anemia, doenças autoimunes, infeções, e até mesmo certos tipos de cancro como a leucemia.

Este exame permite acompanhar o desenvolvimento de um tratamento que o idoso esteja a realizar.

Sendo possível verificar a funcionalidade e a quantidade de células que compõem o sangue como as hemácias, responsáveis por transportar o oxigênio, os leucócitos, responsáveis pela defesa do organismo e as plaquetas, partes de células responsáveis pela coagulação do sangue.

Glicemia em jejum

Este exame é indicado para medir a taxa de glicose ou açúcar no sangue, permitindo diagnosticar a pré-diabetes ou diabetes.

Outros exames de sangue

Além do hemograma, outros exames ao sangue possibilitam determinar outras informações como:

ureia e creatinina

 Permite verificar o funcionamento dos rins, revelando problemas como a insuficiência renal.

Transaminases

Permite ver como estão as enzimas que mostram se há problemas no fígado.

TSH

Verifica disfunções na produção das hormonas da tiroide.

Albumina

Dá informações sobre a nutrição do idoso.

PSA

Mostra possíveis problemas na próstata nos homens.

Vitamina D

Dá informações sobre os níveis desta vitamina no sangue, já que a sua deficiência contribui para o risco de desenvolvimento de osteoporose.

Densitometria Óssea

É um exame de imagem que mostra se há perda de massa óssea, fundamental para se prevenir a ocorrência de osteoporose bem como reduzir os riscos de ocorrência de fraturas em idosos.

É aconselhável que as mulheres façam este exame logo a partir da menopausa, e os homens logo após os 60 anos de idade.

Exame de próstata

Recomenda-se que os homens façam anualmente este exame a partir dos 50 anos, que consiste em aplicar um toque retal pelo médico ou a realização de ecografia. Já que este teste é imprescindível para identificar alterações graves neste órgão, como o cancro da próstata.

Eletrocardiograma

É um exame importante e bastante comum, imprescindível para identificar como se encontra o coração. Os problemas de coração são um dos maiores causadores de morte em pessoas idosas.

Desta forma é importante que o idoso faça este exame como medida de prevenção ou para a obtenção de um diagnóstico precoce, favorecendo o tratamento adequado e melhor qualidade de vida.

Teste de esforço

Serve também para verificar o estado do coração. Designado muitas vezes como como teste ergométrico, é um exame realizado através da execução de exercício físico numa passadeira ou bicicleta para verificar a capacidade cardíaca e se há presença de patologias cardiovasculares.

É um exame sobretudo indicado para idosos que querem inserir na sua rotina a prática de atividades físicas.

Radiografia ao tórax

Através de um raio-X é possível verificar se existem lesões pré-cancerígenas nos pulmões, especificamente nas pessoas que fumam, bem como diagnosticar uma pneumonia, doença que pode levar um idoso à morte.

Conclusão

Para ter uma vida saudável a prevenção é um cuidado essencial na velhice, tal como realizar a prática de atividades físicas, manter uma dieta equilibrada, evitar o consumo de tabaco e o consumo de bebidas alcoólicas, visitar regularmente o médico e manter uma rotina de exames preventivos em dia.

O envelhecimento bem-sucedido exige alguns cuidados básicos com a saúde. Começar a fazer check-up médico a partir dos 30 anos aumenta as chances de ter uma vida com mais qualidade.

O check-up precoce é fundamental para que as pessoas saibam se são propensas a terem a presença de vários fatores de risco como glicose em excesso no sangue, pressão alta, e outros indicadores de problemas que poderão ter consequências mais graves no futuro

Cada idoso tem um historial de saúde e uma condição física especifica por isso a frequência dos exames médicos varia de pessoa para pessoa.

No caso dos idosos, o médico especialista em geriatria será o mais indicado para avaliar as condições de saúde do idoso e solicitar a realização destes ou outros exames que sejam necessários.

A partir dos 60 anos, é aconselhável fazer uma consulta anual ou três, pelo menos, para idosos com problema de saúde mais graves.

Ter cuidado com a saúde física e mental, manter um acompanhamento médico e realizar check-ups regularmente, é fundamental para manter uma vida ativa com qualidade.

Outro fator importante é manter as vacinas em dia. A vacinação contra o tétano, difteria, pneumonia e gripe também são essenciais para manter um melhor estado de saúde na velhice.

É essencial que os idosos preservem a sua saúde. Realizar exames de rotina regularmente permite detetar precocemente doenças ou complicações mais graves de saúde, facilitando os tratamentos necessários.

Estar preparado para viver a fase final da vida com mais qualidade e mais conhecimento é muito importante, saber quais são os exames de rotina mais importantes para os idosos é a melhor forma de cuidar melhor da saúde.

Juntos Cuidamos Melhor!

Na Mais que Cuidar encontra uma gama completa de produtos e serviços  que dão uma ajuda importante no apoio e no conforto, prestando cuidados de saúde ao domicilio (apoio domiciliário, fisioterapia, enfermagem) e produtos de apoio para comprar ou alugar.

Os nossos profissionais de saúde e mobilidade estão sempre disponíveis para ajudar a encontrar as melhores soluções para a sua situação específica. Temos ao seu dispor uma linha de apoio de enfermagem 24h/dia 365 dias do ano.

Na Mais que Cuidar poderá contar também com o apoio do médico fisiatra através da consulta ao domicílio ou da teleconsulta.

Referências:

Age UK

*Atenção: O Blog Mais que Cuidar é um espaço informativo, de divulgação e educação sobre temas relacionados com saúde e bem-estar, não devendo ser utilizado como substituto ao diagnóstico médico ou tratamento sem antes consultar um profissional de saúde.

Central de Atendimento

como podemos ajudar?
Apoio via Whattsapp
Entre em contato
através do Whattsapp.
ABRIR WHATTSAPP
Apoio por Telefone
Contacte-nos todos os dias
úteis entre 10h às 19h e aos
Sábados das 10h às 13h
Lojas de Ortopedia e Geriatria em Portugal
Procuramos estar cada vez mais perto de si.
Venha conhecer-nos! Juntos Cuidamos Melhor.
Porto
Porto
Estrada da Circunvalação 14688
4450-097 Matosinhos
T. 224 054 146
Lisboa
Lisboa
Rua Manuel Martins da Hora, 2
1750-172 Lisboa
T. 210 402 220
Oeiras
Oeiras
Rua Luís Tavares 17
2740-315 Porto Salvo
T. 219 362 035
Almada
Almada
Rua do Regil 21A
2805-234
Almada
T. 210 402 248
Faro
Faro
Estrada Municipal 514
Zona Ind. da Barracha, Lote 11
8150-017 São Brás de Alportel
T. 289 824 225