Central de Atendimento

Como podemos ajudar?
Precisa de ajuda?

Quais são os sintomas de enfarte? Entenda como ler os sinais do seu corpo

20 de Abril de 2020
enfarte sintomas ataque cardíaco

Reconhecer os sintomas de enfarte é o primeiro passo para estar preparado para fazer frente a uma das principais causas de morte em Portugal. A sensação de enfartamento pode deixar dúvidas, mas conhecer as outras sintomatologias vai ajudar a identificar se está perante um enfarte.

Ainda que existam fatores de risco que influenciam a probabilidade de sofrer um enfarte agudo do miocárdio, pode acontecer a qualquer pessoa. Os ataques cardíacos não discriminam segundo classe social ou nível de estrelato. Prova disso é o ator Antonio Banderas que teve um enfarte em 2017 e o ator brasileiro Maurício Mattar que sofreu do mesmo em 2019.

Conheça os sintomas comuns e atípicos de um enfarte, as principais causas, sequelas e como reduzir os riscos. Descubra ainda como são os sintomas de enfarte para mulheres e homens neste guia completo.Na recuperação de um enfarte é importante o envolvimento de uma equipa multidisciplinar formada pelo médico cardiologista, médico fisiatra, o enfermeiro, a nutricionista, a assistente social e o fisioterapeuta. A maioria dos países desenvolvidos já têm centros de reabilitação cardíaca essenciais para uma recuperação e para uma reinserção social e laboral do paciente.

Veja abaixo os tópicos que serão abordados neste artigo:

Quais são os tipos de enfarte mais comuns?

Enfarte agudo do miocárdio

enfarte agudo miocárdio ataque coração

Mais conhecido como ataque de coração ou ataque cardíaco, este tipo de enfarte ocorre no músculo do coração, chamado miocárdio. Detentor da importante tarefa de bombear sangue para todo o corpo, o miocárdio é irrigado pelas artérias coronárias.

Quando uma ou mais destas artérias ficam ocluídas, ocorre o enfarte. A oclusão da artéria pode ser provocada por um coágulo, por um trombo ou pela aterosclerose que consiste no depósito de gordura nas paredes das artérias.

O papel essencial do coração no funcionamento do nosso corpo, torna o enfarte agudo do miocárdio um dos mais graves, pelo que exige assistência médica urgente para evitar a morte do músculo.

O Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM), apresenta o enfarte agudo do miocárdio como uma das principais causas de morte em Portugal.

Angina de peito

angina de peito tipos de enfarte

Ao quadro de dor ou desconforto no peito que resultam da falta da irrigação sanguínea necessária para o correto funcionamento do músculo cardíaco, chama-se Angina de peito. Geralmente a redução do fluxo de sangue tem origem num estreitamento ou bloqueio das artérias coronárias.

É mais frequente em pessoas idosas e pode anteceder a ocorrência de um enfarte de miocárdio.

Enfarte fulminante

O enfarte fulminante acontece quando se dá um bloqueio repentino do sangue bombeado para o coração. É extremamente perigoso, porque surge de repente e pode causar a morte da vítima antes que esta possa receber assistência médica, levando a morte súbita.

Enfarte silencioso

Não é rara a ocorrência de enfartes que não apresentam os sinais mais conhecidos, sendo por isso, designados enfartes silenciosos. Esta ausência de sintomas pode aumentar consideravelmente o risco de morte, porque o enfarte não é detetado.

Entenda quais são as principais causas do enfarte

causas problema de coração

A melhor forma de prevenir doenças cardiovasculares é controlar as principais causas de enfarte. Os fatores de risco são separados em duas categorias: os modificáveis e os não modificáveis.

Os não modificáveis não dependem da atuação do indivíduo, encontrando-se associado a características fora do controlo de médicos e pacientes:

Idade

O envelhecimento agrava o risco de sofrer um enfarte. No entanto, os sinais de perigos têm-se verificado cada vez em mais pessoas jovens.

Genética

Vários fatores de risco genético criam predisposição para doenças do coração que podem originar enfartes em jovens. Exemplos destas doenças são a hipercolesterolemia familiar e a diabetes tipo MODY. Além destas existem ainda alterações genéticas que pode causar alterações na coagulação do sangue.

Sexo

Existe uma predisposição genética diferente entre homens e mulheres, que leva a que estas tenham menos probabilidades de ter um enfarte até à menopausa.

Por outro lado, os fatores de risco modificáveis podem prender-se com os hábitos de vida de cada pessoa, ou serem de nascença. Podem ser alterados para reduzir o perigo de sofrer um enfarte do miocárdio.

Fatores de risco modificáveis que podem levar a problemas cardiovasculares

Diabetes

medição diabetes enfarte causas

A Diabetes surge quando o organismo não produz insulina suficiente. Esta é a hormona que ajuda no controlo dos níveis de açúcar no sangue. 

Colesterol elevado

Existem dois tipos colesterol, sendo um deles (LDL) responsável pela acumulação de gordura no interior das artérias, provocando a aterosclerose.

Triglicéridos elevados

Estas são as outras gorduras que se encontram no sangue e que dependem muito da alimentação. O risco de sofrer um enfarte aumenta quanto maior for o valor dos Triglicéridos.

Hipertensão

Ter a hipertensão, ou pressão arterial elevada significa que o sangue que circula nas artérias está a fluir com uma pressão muito grande. Esta pressão pode levar ao aparecimento de lesões na parede das artérias. Quando o organismo tenta corrigir essas lesões, existe espessamento e perda de elasticidade, podendo formar-se coágulos que podem bloquear o fluxo de sangue, aumentando não só as hipóteses de ter um enfarte como também um acidente vascular cerebral (AVC).

Obesidade

obesidade causas de enfarte

A obesidade e o excesso de peso estão maioritariamente ligados a estilos de vida pouco saudáveis e sedentários. O excesso de peso pode obrigar o coração a um esforço maior, além de estar ligado a outros problemas como colesterol elevado.

Tabagismo

O tabaco contribui para o endurecimento e perda de elasticidade das paredes das artérias. Fumar promove a acumulação de gordura e outros químicos que levam à formação de trombos.

Consumo excessivo de bebidas alcoólicas

Além de causar doenças no fígado como a cirrose, também é prejudicial para outros órgãos, como o coração, o cérebro e os testículos. O álcool influencia também o aumento de triglicéridos e do colesterol.

O que é um Pré-enfarte?

pré enfarte o que é

O Pré-enfarte caracteriza-se como um conjunto de sintomas que antecedem um enfarte e cuja identificação pode salvar-lhe a vida. De acordo com a revista HEART, o seu corpo pode dar-lhe sinais de perigo até 30 dias dias antes do ataque cardíaco, mas tendencialmente essas indicações são ignoradas.

Apesar de alguns ataques de coração sejam repentinos e intensos, a maioria começa lentamente com dor média e desconforto. Deve por isso estar atento a todos os sinais que o seu corpo lhe envie.

Quais são os primeiros sintomas de um enfarte?

primeiros sintomas ataque cardiaco

Reconhecer precocemente os sintomas de um enfarte é imprescindível para melhorar as probabilidades de recuperação do doente. No entanto, os sintomas nem sempre são os mais reconhecidos pela maioria das pessoas, levando a que os doentes demorem a reconhecer o problema.

Segundo vários estudos, em 1/3 dos casos de enfarte a crise começa por sintomas ligeiros, vagos e intermitentes.

Saber reconhecer os sinais e sintomas do enfarte agudo do miocárdio precocemente é fundamental para salvar a vida do doente. Para conseguir fornecer esses cuidados imediatos e essenciais com a maior rapidez possível deve ser chamada ajuda médica imediata. Ligue: 112.

Dor nas costas

Sabe como é a dor nas costas do enfarte?

Ao contrário das dores de costas causadas por gripe, que se caracterizam como um desconforto, a dor nas costas do enfarte surge como uma pontada muito forte na região dorsal ou de forma irradiada. Parece um mau jeito nas costas.

Dor no peito

dor no peito enfarte sintomas

A sensação é descrita como uma pressão ou aperto no meio do peito que pode ser sentida até ao braço esquerdo e nas costas. Existe a tendência para esta dor irradiar para o pescoço, maxilar e estômago. A dor dura alguns minutos, ou pode parar e voltar.

Tonturas ou desmaio

tontura enfarte sintomas

A redução ou alteração do fluxo de sangue bombeado pelo coração pode causar tonturas ou mesmo desmaio. Isto ocorre porque a tensão arterial desce demasiado e existe uma carência de oxigénio no cérebro.

Suores frios

Surge momentaneamente e caracteriza-se por uma grande quantidade de transpiração, como se tivesse sido feito um treino intensivo.

Dormência

A falha do fluxo sanguíneo podem causar dormência, à semelhança do que acontece quando ficamos com as pernas dobradas durante muito tempo. Quando esta dormência afeta a zona do peito e coração ou é generalizada, pode significar uma falha na maneira como o coração está a funcionar.

Falta de ar

falta de ar enfarte sintomas

Pela relação da caixa torácica com respiração, qualquer situação que afete o coração pode causar insuficiência respiratória. Uma paragem cardiorrespiratória é o resultado de um enfarte que impede a distribuição do oxigénio, impedindo o funcionamento dos pulmões.

Arritmia

arritmia sintomas do enfarte

As alterações do ritmo cardíaco surgem quando existe uma falha nos impulsos elétricos do coração que são responsáveis pela coordenação dos batimentos cardíacos. Estas alterações podem fazer o coração bombear o sangue mais depressa (taquicardia) ou devagar (bradicardia), ou até de maneira irregular.

Quais são os sintomas de enfarte em homens?

  • Pressão no peito: dor intensa no centro do peito é mais comum nos homens.
  • Dor ou desconforto nos membros superiores: pode ocorrer em apenas um ou ambos os braços, pescoço, estômago ou nuca.
  • Falta de ar.
  • Sensação de indigestão.

Enfarte em mulheres: Os sintomas são diferentes?

sintomas ataque cardíaco feminino

O sexo é um fator diferenciador quando se fala em probabilidade de sofrer um enfarte, com as mulheres estarem mais protegidas até à menopausa. Isto significa que o risco das mulheres sofrerem de doenças cardiovasculares se agrava com o envelhecimento.

No entanto, mesmo antes da menopausa, os cuidados de saúde sugeridos são idênticos para homens e mulheres. Segundo o Serviço Nacional de Saúde (SNS), o risco de enfarte está a aumentar no sexo feminino, e desde a idade mais jovem.

Ainda que os sintomas mais comuns de enfarte sejam apontados para homens e mulheres, podem surgir sintomas de enfarte feminino um mês antes.

Além da dor ou desconforto no peito, as mulheres têm mais probabilidade de experienciar alguns dos outros sintomas comuns:

  • Náuseas
  • Falta de ar      
  • Fadiga sem causa aparente
  • Perturbações do sono
  • Dor ou desconforto no maxilar
  • Gastrite

Fatores que aumentam a probabilidade de ocorrer um enfarte feminino

sintomas de enfarte feminino

Os sintomas de um enfarte feminino não é a única coisa que diferencia mulheres e homens no que diz respeito aos enfartes. Também existem diferenças nos fatores que aumentam a probabilidade de uma mulher sofrer um ataque cardíaco.

Pílulas contraceptivas e tabaco

A utilização de pílulas contraceptivas por mulheres fumadoras aumenta a probabilidade de ocorrer um enfarte, porque esta combinação propicia a formação de coágulos. São estes coágulos que podem entupir os vasos e artérias causando enfartes ou tromboses.

Menopausa

A partir da menopausa, as mulheres devem ter cuidados redobrados, porque deixam de estar protegidas pelas hormonas femininas. O estrogénio é uma dessas hormonas, já que facilita a circulação sanguínea, ao atingir a menopausa o corpo feminino pára de produzir a hormona.

Depressão

Mulheres que sofrem de depressão ou se encontram sob muito stress têm o coração mais afetado por estas condições que os homens.

Quais são os sintomas de enfarte em jovens?

sintomas de enfarte em jovens

Visto como algo que só acontece a pessoas mais velhas, maioritariamente homens de meia-idade ou mais velhos, os enfartes em jovens adultos são uma realidade.

Apesar de a ocorrência de enfartes em jovens ser menos comum que em pessoas mais velhas, o número de casos tem aumentado um pouco por todo o mundo, lançando um novo alerta.

Os sintomas de enfarte em jovens não são muito diferentes dos mais comuns, mas estes têm maior probabilidade de ter um enfarte fulminante.

  • Falta de ar
  • Pressão no peito
  • Suores frios

O que é enfarte silencioso?

enfarte silencioso o que é

Não é rara a ocorrência de enfartes que não apresentam os sinais mais conhecidos, sendo por isso, designados enfartes silenciosos. Esta ausência de sintomas pode aumentar consideravelmente o risco de morte, porque o enfarte não é detetado.

Segundo um estudo publicado na revista Circulation e que pode ser consultado no site da Secção Regional do Norte da Ordem dos Médicos, quase metade de todos os enfartes agudos do miocárdio são silenciosos. Apesar disso, no que diz respeito a consequências, são semelhantes aos que causam dor no peito e outros sinais de aviso.

Mulheres, pessoas idosas e diabéticos são os que têm maior propensão a sofrer em enfarte silencioso.

Quais os sintomas de um enfarte silencioso?

sintomas de enfarte silencioso
  • Mal-estar de intensidade baixa ou média
  • Tonturas
  • Fraqueza
  • Náuseas
  • Sensação de indigestão

Qualquer pessoa que tenha sentido um mal-estar que não consegue definir bem, com duração entre 10 e 20 minutos, que se tenha repetido várias vezes, deve procurar ajuda imediata.

Entenda os sintomas do enfarte fulminante

ataque cardíaco fulminante sintomas

O enfarte fulminante acontece quando se dá um bloqueio repentino do sangue bombeado para o coração. É extremamente perigoso, porque surge de repente e pode causar a morte da vítima antes que esta possa receber assistência médica, levando a morte súbita.

Os sintomas têm uma intensidade variável, conforme a gravidade da lesão existente no miocárdio, o que significa que quanto mais grave é a lesão, mais forte é a dor.

É preciso compreender que os sintomas são semelhantes aos do enfarte agudo do miocárdio, com a exceção de que acontecem de forma mais rápida e de forma mais violenta.

Como diferenciar os sintomas de enfarte de ansiedade?

ataque cardíaco e ansiedade diferenças

O enfarte e a ansiedade têm sintomas semelhantes que podem causar alguma confusão e sustos, aumentando o stress num momento de grande ansiedade.

À semelhança do ataque de coração, a ansiedade pode causar:

  • dor no peito,
  • formigueiro no corpo,
  • suores,
  • enjoos,
  • entre outros sintomas.

Mas apesar da semelhança dos sinais, é possível fazer a distinção de algumas diferenças entre o enfarte e a ansiedade, facilitando o diagnóstico inicial.

Normalmente o enfarte não causa alterações na respiração, a não ser que provoque um ataque de ansiedade. Os sintomas do enfarte são agudos, com uma dor que transmite sensação de pressão ou aperto, irradiando para outras zonas do corpo.

Esta sensação não se altera, mesmo quando existe descanso. O tempo médio de duração de um ataque de coração varia entre 5 e 20 minutos, com os sintomas a poderem piorar gradualmente durante várias horas.

Apesar de a dor causada pela crise de ansiedade também causar dor no peito, não existe a sensação de pressão gerada pelos enfartes. Além disso, uma das grandes diferenças entre as crises de ansiedade e o enfarte do miocárdio é o tempo de duração da sintomatologia.

O auge de uma crise de ansiedade dá-se entre 10 a 20 minutos após o início, enquanto os sintomas do enfarte se podem prolongar durante várias horas. Depressão e alterações de humor são sinais pré-crise de ansiedade.

De modo a garantir uma diferenciação mais correta, devem ser considerados os fatores relacionados com ataques cardíacos que referimos anteriormente.

Ainda que possa acreditar que está a ter um ataque de ansiedade, deve procurar aconselhamento médico, uma vez que pode na verdade estar a ter um problema no coração.

O que fazer quando sentir os sintomas de enfarte?

como agir em caso de enfarte

Chame uma ambulância (Ligue: 112)

Quanto mais depressa chegar a assistência médica maiores a probabilidades de sobrevivência e de recuperação total. O tempo é fundamental numa situação de enfarte, mas não deve tentar chegar ao hospital por meios próprios.

Acalme-se

Perante a consciência de que tem sintomas de um enfarte é importante manter-se calmo, já que a ansiedade pode agravar a situação.

Coloque-se confortável e desaperte a roupa

Sente-se numa posição confortável e num local ventilado, e não faça qualquer tipo de esforço. Desaperte cintos e botões apertados.

Nunca espere que a dor passe por si, e mesmo que passe não ignore o episódio 

Os sintomas pós-enfarte podem não se fazer notar e ainda assim causar danos irreversíveis e até a morte.

Quais sequelas podem ser deixadas pelo enfarte?

enfarte sequelas ataque cardíaco

Os enfartes deixam sequelas maioritariamente a nível da memória e da capacidade verbal. Segundo investigadores portugueses, 85% dos doentes que tiveram enfartes em Portugal sofreram algum tipo de perda cognitiva.

Além disso, podem levar ao desenvolvimento da Insuficiência Cardíaca e da Depressão. Em algumas situações o EAM pode ter como consequência a incapacidade para a atividade laboral e provocar uma reforma precoce.

Na recuperação de um enfarte é importante o envolvimento de uma equipa multidisciplinar formada pelo médico cardiologista, médico fisiatra, o enfermeiro, a nutricionista, a assistente social e o fisioterapeuta. A maioria dos países desenvolvidos já têm centros de reabilitação cardíaca essenciais para uma recuperação e para uma reinserção social e laboral do paciente.

Como reduzir o risco de um enfarte?

Fazer exercício

exercícios físicos ataque cardíaco prevenção

A prática de exercício físico leva à melhoria da qualidade de vida, bastando para isso 30 minutos de atividade física moderada por dia. Uma vida ativa reduz o risco de ter diabetes ou de sofrer um enfarte.

Atividades divertidas e dinâmicas para idosos e os benefícios para a saúde mental

Alimentação saudável

alimentação saudável enfarte prevenção

A comida é o combustível de que o nosso corpo precisa para produzir energia, renovar células e combater doenças. Quanto mais saudável for a comida que ingerimos melhores os nutrientes que damos ao nosso corpo e menos probabilidades temos de sofrer um enfarte.

Alimentação para idosos: importância e como montar uma ementa saudável

Controlar a tensão arterial

tensão arterial enfarte prevenção

Quando a pressão arterial ultrapassa os limites recomendados existe um sobrecarregamento do coração, rins e artérias, o que aumenta o risco de sofrer um enfarte ou um derrame cerebral. É por isso, muito importante manter os níveis de pressão arterial controlados. Além de evitar o stress e as bebidas alcoólicas, deve fazer exercício e diminuir o consumo de sal.

Tensão arterial baixa, normal ou alta: valores ideais, quais os riscos e como medir?

Perder peso

Quanto mais gordura acumulada no abdómen, maior o risco de sofrer de hipertensão, colesterol alto e diabetes. Colocar o seu peso dentro do Índice de Massa Corporal (IMC) adequado à sua altura é uma maneira de reduzir a probabilidade de sofrer um enfarte agudo do miocárdio e de dor nas articulações.

Deixar de fumar

tabagismo ataque cardíaco prevenção

Os fumadores têm um grande risco de sofrer um ataque cardíaco, pelo que deixar este vício reduz o perigo.

Controlar a diabetes

controlar diabetes enfarte do miocárdio

Quando comemos, grande parte dos alimentos transforma-se em glucose, que é o açúcar que existe no sangue. Ainda que o nosso corpo utilize este açúcar para produzir energia, se o nível de glicose for muito elevado pode-se desenvolver diabetes.

Reduzir os níveis de stress

O stress faz parte do dia-a-dia e cria um risco acrescido de ter problemas cardiovasculares, assim como de desenvolver apetecia por vícios como fumar e ser sedentário. Controlar os níveis de stress reduz a probabilidade de sofrer um enfarte.

Siga estas dicas para uma vida saudável e previna-se contra enfartes e outras doenças do coração.

Conclusão

enfarte doença cardiovascular conclusão

Os enfartes são extremamente perigosos para a saúde, revelando-se uma das principais causas de morte em Portugal. E mesmo quando não matam, os enfartes podem deixar sequelas irreversíveis.

No entanto, reconhecer os sintomas de um enfarte pode reduzir o tempo de resposta da equipa médica e melhorar as probabilidades de sair ileso deste acidente cardiovascular.

Mas melhor que conhecer os sintomas é evitar ter um enfarte do miocárdio, e para isso existem diversos cuidados que podem ser seguidos com relativa facilidade.

Mais uma vez, adoptar hábitos de vida saudáveis traz benefícios óbvios para a saúde, como reduzir a probabilidade de sofrer um enfarte agudo do miocárdio (ataque cardíaco).

Após a alta do hospital o paciente que sofreu um EAM vai retomar a sua vida habitual. É muito importante que siga as orientações e os conselhos da equipa de saúde. É normal que surjam dúvidas e receios relacionados com a medicação, com a atividade física e laboral e com a atividade sexual.

Na Mais que Cuidar poderá contar com o apoio do médico fisiatra através da consulta ao domicílio ou da teleconsulta.Também terá ao seu dispor uma equipa de enfermagem experiente e especializada disponível 24 horas por dia.

Referências

*Atenção: O Blog Mais que Cuidar é um espaço informativo, de divulgação e educação sobre temas relacionados com saúde e bem-estar, não devendo ser utilizado como substituto ao diagnóstico médico ou tratamento sem antes consultar um profissional de saúde.

O que achou deste artigo? Foi útil? Deixe o seu comentário

Central de Atendimento

como podemos ajudar?
Apoio via Whattsapp
Entre em contato
através do Whattsapp.
ABRIR WHATTSAPP
Apoio por Telefone
Contacte-nos todos os dias
úteis entre 10h às 19h e aos
Sábados das 10h às 13h
Apoio por Email
Tempo médio de resposta de 1 hora.
Envie e-mail para [email protected]
ENVIAR EMAIL
Lojas de Ortopedia e Geriatria em Portugal
Procuramos estar cada vez mais perto de si.
Venha conhecer-nos! Juntos Cuidamos Melhor.
Porto
Porto
Estrada da Circunvalação 14688
4450-097 Matosinhos
T. 224 054 146
Lisboa
Lisboa
Rua Manuel Martins da Hora, 2
1750-172 Lisboa
T. 210 402 220
Almada
Almada
Rua do Regil 21A
2805-234
Almada
T. 210 402 248
Faro
Faro
Estrada Municipal 514
Zona Ind. da Barracha, Lote 11
8150-017 São Brás de Alportel
T. 289 824 225