Central de Atendimento

Como podemos ajudar?
Precisa de ajuda?

Recuperação de idosos com AVC: como a fisioterapia ao domicílio pode ajudar?

Recuperação de idosos com AVC: como a fisioterapia ao domicilio ajuda

Um acidente vascular cerebral, ou AVC ocorre quando o fornecimento de sangue às células cerebrais é interrompido, privando-as de oxigénio e nutrientes, o que leva à sua rápida desintegração.

Quando as células cerebrais começam a morrer, as funções desempenhadas pela área afetada, tais como o controlo muscular, movimento de braços, pernas e outras funções são perdidas.

Outros sinais que podem surgir são os problemas na fala e compreensão, paralisia e dormência, visão turva ou enegrecida, dores de cabeça, tonturas, vómitos e alteração da consciência.

Quando o AVC ocorre nos idosos pode provocar lesões graves que afetam consideravelmente a capacidade funcional e dificultam uma possível recuperação.

Neste contexto uma intervenção terapêutica como a fisioterapia pode ter um papel preponderante na recuperação de funções para o idoso.

O que causa um AVC?

Um AVC pode ser causado por uma artéria bloqueada, como no caso de AVC isquémico, ou devido ao rebentamento de um vaso sanguíneo, durante um AVC hemorrágico.

Certos estilos de vida e fatores de risco, tais como a obesidade, inatividade física, consumo de álcool, tensão arterial elevada, colesterol e diabetes aumentam as probabilidades de causar um acidente vascular cerebral.

As pessoas com 55 anos ou mais estão em maior risco e o mesmo acontece com as que têm um historial pessoal ou familiar de acidente vascular cerebral.

Tipos de AVC

Como um tratamento particular é adequado para um determinado tipo de AVC, o diagnóstico da causa reduz rapidamente a quantidade de danos causados ao cérebro.

Os tipos de acidentes vasculares cerebrais incluem:

Acidente vascular cerebral isquémico

Estes AVCs ocorrem quando uma artéria é bloqueada ou se torna demasiado estreita, levando à formação de coágulos.

O tratamento inclui a administração de uma enzima diretamente numa artéria do cérebro para dissolver o coágulo ou a utilização de um cateter para remover fisicamente o coágulo.

Acidente vascular cerebral hemorrágico

Neste caso o AVC acontece quando o sangue se derrama para o cérebro o que, por sua vez, cria pressão.

O tratamento concentra-se no controlo da pressão global do sangue e na prevenção de quaisquer constrições súbitas dos vasos sanguíneos.

Fisioterapia para doentes com AVC em casa

Se o AVC afetar a área do cérebro que controla o movimento muscular, a pessoa pode experimentar sintomas como espasmos musculares, problemas de equilíbrio e dores articulares.

Sessões regulares de fisioterapia realizadas no início da doença ajudarão a restaurar a mobilidade, a melhorar a saúde, a gerir a dor e a incutir confiança no idoso para se manter ativo e envolvido nas atividades diárias.

Os tratamentos incluem exercícios tais como alongamento, marcha, terapia manual para massagem das articulações e treino com dispositivos de assistência.

Há muitas formas diferentes de abordar a fisioterapia para doentes com AVC em casa.

Cada AVC é diferente, e cada sobrevivente responderá melhor a diferentes terapias em casa. Por isso, a experimentação é fundamental para encontrar o tratamento específico e mais adequado a cada caso.

Após a alta do hospital, é essencial que os doentes com AVC continuem um forte programa de recuperação em casa. O cérebro necessita de estimulação constante para poder continuar a cicatrização e recuperar o mais possível.

Tipos de exercícios que se podem fazer em casa

Enquanto o exercício físico se concentra no fortalecimento dos músculos, o exercício de recuperação de AVC ativa o cérebro para transmitir mensagens aos músculos para o movimento.

 A reabilitação concentra-se na ativação da neuroplasticidade, o mecanismo que o cérebro utiliza para se renovar e aprender novas capacidades.

Depois de uma parte do cérebro ter sido afetada pelo AVC, a neuroplasticidade desenvolve novos caminhos para áreas saudáveis do cérebro.

Praticando exercícios de reabilitação em casa num horário consistente e diário, alimenta-se o cérebro com a estimulação de que este necessita para se renovar e melhorar a sua função.

O fortalecimento dos músculos é também um objetivo a alcançar durante a reabilitação do AVC, para ajudar a combater qualquer atrofia muscular que tenha ocorrido devido à não utilização.

Terapia do espelho

A terapia do espelho é um método para ativar os sinais da mão para o cérebro, especialmente para as pessoas com paralisia da mão ou movimento extremamente limitado da mão.

Este método de terapia para sobreviventes de AVC envolve a utilização de um espelho numa mesa para cobrir o braço afetado com o reflexo do braço em funcionamento. Em seguida, realizam-se exercícios de terapia na mão que funciona enquanto se olha para o reflexo.

Embora a pessoa saiba que está a mover apenas uma mão, o cérebro é enganado e levado a pensar que está a mover ambas as mãos. Este exercício ajuda a ativar a neuroplasticidade e a melhorar lentamente a mobilidade na mão afetada.

Terapia de movimento induzido

A terapia de movimento induzido por esforço é uma forma de fisioterapia com desafio que é útil para doentes com AVC com fraqueza ou paralisia do lado afetado. Funciona restringindo o movimento do lado não afetado e forçando ao mesmo tempo a utilização do lado afetado.

Esta terapia pode ser um desafio. É na maioria das vezes um programa de reabilitação que é iniciado na reabilitação hospitalar e depois continuado em casa.

Prática mental

A prática mental para melhorar a paralisia envolve ensaiar algo mentalmente antes de o fazer rna realidade.

Os atletas profissionais são conhecidos por implementarem a prática mental para melhorar o seu desporto, e os sobreviventes de AVC também podem beneficiar deste exercício.

O exercício consiste em praticar mentalmente os exercícios de reabilitação durante 5 minutos antes de os praticar de facto na realidade.

Estudos demonstraram que a visualização de si próprio em movimento ajuda a ativar a neuroplasticidade da mesma forma que o movimento físico o faz.

A prática mental é especialmente útil para pacientes que lutam com a paralisia e ainda não se podem mover sem assistência. Fornece uma forma de ajudar o cérebro a reconfigurar-se sem necessitar de movimento.

Ferramentas de Reabilitação Doméstica

Os instrumentos de terapia doméstica podem ajudar a manter a motivação durante a recuperação de AVC em casa, especialmente se existe cansaço com os exercícios habituais. O fisioterapeuta pode recomendar alguns equipamentos de exercícios em casa.

Um programa de exercícios em casa, motiva os idosos a realizar uma elevada repetição de exercícios de reabilitação padrão, o que ajuda a promover a recuperação.

Conclusão

A maioria dos fisioterapeutas têm todos um objetivo principal para os sobreviventes de AVC em casa que é continuar a andar. Todo o movimento é benéfico durante a recuperação do AVC.

É importante a envolvência em movimentos terapêuticos com frequência diária, porque um fator determinante de uma recuperação bem-sucedida é o modo consistente como os indivíduos prosseguem a reabilitação a longo prazo.

Um estudo descobriu que, após um AVC, os pacientes estavam ao mesmo nível de recuperação 5 anos após o AVC como estavam apenas 2 meses depois da ocorrência do acidente vascular cerebral.

O estudo relacionou a falta de reabilitação a longo prazo com a estagnação dos exercícios. É por este motivo que as medidas pequenas e consistentes tomadas a longo prazo proporcionam os melhores resultados.

Cada AVC é diferente por isso todas as pessoas afetadas recuperam a um ritmo diferente. No entanto, existe um fenómeno bem documentado chamado planalto de recuperação do AVC, em que os resultados muitas vezes abrandam ao fim de 3 meses.

Isto é um processo normal e expectável. Não é razão para deixar de continuar com a fisioterapia em casa. Embora os resultados possam demorar mais tempo a ocorrer, a recuperação não irá parar, a não ser que se pare com os exercícios.

Quando se mantém um regime consistente de fisioterapia em casa, o cérebro acabará por responder e o caminho seguirá para a recuperação.

Juntos Cuidamos Melhor!

Referências:

  • Healthcare at Home
  • Master Nursing

*Atenção: O Blog Mais que Cuidar é um espaço informativo, de divulgação e educação sobre temas relacionados com saúde e bem-estar, não devendo ser utilizado como substituto ao diagnóstico médico ou tratamento sem antes consultar um profissional de saúde.

Central de Atendimento

como podemos ajudar?
Apoio via Whattsapp
Entre em contato
através do Whattsapp.
ABRIR WHATTSAPP
Apoio por Telefone
Contacte-nos todos os dias
úteis entre 10h às 19h e aos
Sábados das 10h às 13h
Lojas de Ortopedia e Geriatria em Portugal
Procuramos estar cada vez mais perto de si.
Venha conhecer-nos! Juntos Cuidamos Melhor.
Porto
Porto
Estrada da Circunvalação 14688
4450-097 Matosinhos
T. 224 054 146
Lisboa
Lisboa
Rua Manuel Martins da Hora, 2
1750-172 Lisboa
T. 210 402 220
Almada
Almada
Rua do Regil 21A
2805-234
Almada
T. 210 402 248
Faro
Faro
Estrada Municipal 514
Zona Ind. da Barracha, Lote 11
8150-017 São Brás de Alportel
T. 289 824 225