Central de Atendimento

Como podemos ajudar?
Precisa de ajuda?

Tonturas: Quais as causas, como tratar e prevenir?

Tonturas em adultos

Tontura é um termo abrangente que é usado para designar um conjunto de sensações tão diversas como as vertigens, fraqueza, desfalecimento, sensação de flutuar, entre outros.

Segundo a Organização Mundial de Saúde cerca de 30% da população reporta sentir tonturas. Estas aumentam o risco de quedas ou acidentes que podem ter consequências graves, e quando não são tratadas atempadamente e com as causas corretamente diagnosticadas, podem originar complicações a longo prazo.

Outros sintomas associados às tonturas, a identificação do que as origina e a sua duração são fatores importantes para determinar as causas.

As tonturas podem ocorrer em qualquer idade, mas acontecem com maior frequência nos adultos idosos, sobretudo depois dos 65 anos. As mulheres acima dos 60 anos são mais afetadas por vertigens.

Nestas idades, as tonturas são causadas, sobretudo por quedas de pressão arterial, ou pela vertigem posicional paroxística benigna, em que pequenos cristais de cálcio que estão dentro do ouvido interno se dispersam e flutuam, acabando por se posicionarem no local errado, criando a sensação de vertigem ou tontura.

As quedas e fraturas são as complicações das tonturas, mais graves para os idosos.

Saiba mais sobre as tonturas, as suas causas e como podem ser tratadas, neste artigo.

O que são as Tonturas?

As tonturas são um conjunto de sintomas que implicam a sensação de vertigem, que o meio envolvente da pessoa está a rodar, ou a sensação de desmaio ou perda de consciência.

São, normalmente, um sinal de alguma alteração no organismo e podem ter múltiplas causas.

As tonturas têm geralmente outros sintomas associados como a fraqueza, perda de equilíbrio, sensação de peso na cabeça ou sensação de estar a flutuar, náuseas, vómitos, sonolência e dificuldade para andar ou manter o corpo direito.

Quais as causas das Tonturas?

As causas que originam uma tontura são múltiplas, o que também influencia o tipo de tontura que se apresenta, ou seja, traz uma sensação de vertigem, de desmaio ou de sensação de estar a flutuar.

As vertigens, por exemplo são resultado de uma alteração nas estruturas do ouvido interno ou de certas regiões cerebrais, que são responsáveis pelo controle da deteção dos movimentos e posição da cabeça, cujas causas são tão variadas como enxaquecas, inflamação do ouvido interno ou em situações mais graves, mas também mais raras, um AVC, por exemplo.

Podemos assim dividir as causas para as tonturas de acordo com os sintomas associados que apresentam:

Tonturas associadas a vertigens:

  • Inflamação do ouvido interno
  • Enxaqueca
  • Tumor no nervo acústico
  • Aumento da pressão do líquido dentro do labirinto do ouvido- Doença de Ménière
  •  Vertigem posicional paroxística benigna

Em casos mais raros as tonturas com vertigens podem estar associadas a situações mais graves:

Nestes casos mais graves existem também outros sintomas associados como a falta de coordenação dos membros superiores e inferiores, problemas com a fala, visão turva e dormência da face.

Tonturas associadas à sensação de desmaio ou falta de equilíbrio:

  • Súbita queda da tensão arterial
  • Presença de arritmias ou cardiopatia
  • Efeitos secundários de medicamentos como sedativos e tranquilizantes
  • Desmaio por ativação inapropriada do nervo vago – síndrome vasovagal
  • Alterações neurológicas
  • Alterações musculares e articulares
  • Alterações no ouvido interno

Outras causas para formas de tontura associadas a outras sensações como flutuar:

  • Ansiedade
  • Alterações no ouvido interno
  • Labirintite- inflamação do ouvido que induz sensação de rodopio e que piora quando a pessoa se deita
  • Ação de medicamentos
  • Hipoglicemia
  • Otite
  • Anemia
  • Desidratação
  • Excesso de calor
  • Gravidez
  • Hipotensão
  • Alterações na circulação sanguínea
  • Vertigens persistentes sem causa médica evidente

Qual é o tratamento para as Tonturas?

Como as tonturas podem ter causas muito diversificadas, o tratamento também vai variar, ficando dependente da causa específica e dos sintomas associados.

Por esta razão, é aconselhável consultar o médico que poderá indicar qual o tratamento ou procedimento mais adequado, a sua duração e possível dosagem, no caso da aplicação de medicamentos, já que na maior parte das vezes, o tratamento é individualizado e terá uma abordagem multidisciplinar.

Alguns medicamentos podem ser administrados para ajudar a aliviar os sintomas, que na maior parte das vezes são dirigidos ao controle das vertigens.

A duração do tratamento e a resolução da tontura varia consoante a causa associada.

Algumas das medidas que podem ser aplicadas para definição e suporte do tratamento médico, incluem:

  • Manobras de ajuste da posição da cabeça
  • Despiste da existência de doenças no ouvido interno
  • Verificação da existência de outras doenças que podem causar tonturas
  • Verificação do estado de ansiedade ou stress do doente
  • Alteração da postura física
  • Ingestão abundante de líquidos para colmatar uma possível desidratação
  • Diminuição o consumo de açúcar
  • Diminuição do consumo de bebidas estimulantes

Quais os sintomas das Tonturas?

As tonturas são por si só um sintoma, associadas a si podem ter outros sintomas como a vertigem ou o desmaio. Outros sintomas mais vastos que ocorrem simultaneamente como a fraqueza, a falta de equilíbrio, as náuseas, vómitos, visão embaçada, dificuldade para andar, dor no peito ou arritmias, entre outros, podem ser indicativos de outras doenças mais graves.

As tonturas que apresentam sensação de fraqueza podem ter associados outros sintomas como náuseas e palidez. Instabilidade enquanto se anda ou desequilíbrio ao andar, é outro sintoma concomitante.

Como é feito o diagnóstico?

Para fazer o diagnóstico o médico fará um exame clínico que pode incluir uma avaliação neurológica, a observação dos olhos e ouvidos e exames complementares como análises ao sangue, ressonância magnética, tomografia computadorizada ou uma audiometria.

Quais as complicações?

As possíveis complicações estão associadas às causas que originam as tonturas.

Quando as tonturas são originadas por problemas no ouvido interno, por exemplo, as complicações podem ser a surdez ou a presença de zumbidos persistentes.

No caso dos idosos, a tonturas podem provocar quedas e consequentemente fraturas, ou outras consequências mais graves da queda.

As Tonturas têm cura?

Sim, as tonturas podem ser curadas, mas para isso é necessário identificar a causa o mais rapidamente possível. Quando as tonturas ocorrem num episódio agudo, ao tratar a sua causa, a tontura também será tratada.

Nos casos em que as tonturas são persistentes, poderá ser resultado de um diagnóstico impreciso quanto às suas causas, o que leva a que voltem a surgir ciclicamente. Em algumas doenças, as tonturas são um efeito secundário persistente.

Como podemos prevenir as Tonturas?

Como as tonturas têm causas muito variadas, não é possível fazer a sua prevenção específica. Embora se possa ter algumas práticas que possam ajudar, como adotar uma postura correta, reduzir o consumo de açúcar e beber bastantes líquidos ou uma boa higiene do sono, por si só não servem garantidamente como formas preventivas da ocorrência de tonturas.

O mais importante será, portanto, identificar o mais rapidamente possível a causa originária da tontura, para fazer o tratamento atempado.

Conclusão

Nas pessoas com idade superior a 65 anos a existência de tonturas é um fator de risco a considerar, não só porque podem ser um sinal da existência de uma doença mais grave, como podem ser responsáveis por provocar quedas nesta população e assim trazer consequências graves, para a sua qualidade de vida.

Apresentando-se muitas vezes como problemas em manter o equilíbrio, alterações da visão, vertigens e náuseas, as tonturas podem tornar-se frequentes no idoso, o que o leva a alterar a sua rotina, deixando de sair de casa e com capacidade reduzida para realizar as atividades do dia a dia. Este quadro leva muitas vezes a um autoisolamento do idoso, com consequências muito negativas para a sua qualidade de vida.

As mudanças associadas ao envelhecimento podem incluir tonturas, mas as suas causas são muito diversas e não estão apenas relacionadas com o avançar da idade. Algumas das causas são más posturas físicas, flexibilidade muscular reduzida, alterações no ouvido interno e doenças cerebrais como a doença de Parkinson e efeitos de alguns medicamentos mais usados pelos idosos.

O tratamento pode ser difícil de definir e ajustar, dado que as causas podem ser muito variadas, levando à possibilidade da existência de múltiplos diagnósticos. Assim, é de extrema importância que o idoso seja visto por um médico, logo após o aparecimento das tonturas para que as causas sejam apuradas com a maior fiabilidade e rapidez possível.  

Um programa individualizado de exercícios acompanhado por um fisioterapeuta pode ajudar a reabilitar o equilíbrio e a fortalecer os músculos, criando mais condições para devolver qualidade de vida ao idoso com tonturas.

Nos centros Mais que Cuidar pode encontrar uma gama completa de produtos e serviços  que dão uma ajuda importante no apoio e no conforto em casos das Tonturas ou das doenças a elas associadas, prestando cuidados de saúde ao domicilio (apoio domiciliário, fisioterapia, enfermagem) e produtos de apoio para comprar ou alugar.

Os nossos profissionais de saúde e mobilidade ajudarão a encontrar as melhores soluções para a sua situação clínica. Temos ao seu dispor uma linha de apoio de enfermagem 24h/dia 365 dias do ano.

Referências:

*Atenção: O Blog Mais que Cuidar é um espaço informativo, de divulgação e educação sobre temas relacionados com saúde e bem-estar, não devendo ser utilizado como substituto ao diagnóstico médico ou tratamento sem antes consultar um profissional de saúde.

O que achou deste artigo? Foi útil? Deixe o seu comentário

Central de Atendimento

como podemos ajudar?
Apoio via Whattsapp
Entre em contato
através do Whattsapp.
ABRIR WHATTSAPP
Apoio por Telefone
Contacte-nos todos os dias
úteis entre 10h às 19h e aos
Sábados das 10h às 13h
Lojas de Ortopedia e Geriatria em Portugal
Procuramos estar cada vez mais perto de si.
Venha conhecer-nos! Juntos Cuidamos Melhor.
Porto
Porto
Estrada da Circunvalação 14688
4450-097 Matosinhos
T. 224 054 146
Lisboa
Lisboa
Rua Manuel Martins da Hora, 2
1750-172 Lisboa
T. 210 402 220
Almada
Almada
Rua do Regil 21A
2805-234
Almada
T. 210 402 248
Faro
Faro
Estrada Municipal 514
Zona Ind. da Barracha, Lote 11
8150-017 São Brás de Alportel
T. 289 824 225
4 stars