Central de Atendimento

Como podemos ajudar?
Precisa de ajuda?

Idosos: o que é mais importante para eles?

Quais são os fatores mais importantes na vida dos idosos

À medida que as pessoas envelhecem, tendem a ter dificuldade em fazer as coisas que outrora faziam. Muitos de nós podemos tomar por garantido as coisas que fazemos na vida que os idosos não podem fazer.

Muitos idosos têm dificuldade em lidar com a sua perda de independência, falta de interação social, e dificuldade para se deslocarem.

Precisam de ajuda física, mental e emocional ou psicológica para superar os desafios associados ao envelhecimento.

A esperança de vida tem aumentado consideravelmente e à medida que as pessoas vivem mais tempo, a qualidade desses anos adicionais tornou-se também cada vez mais importante.

Os serviços para a população sénior estão a melhorar e as opções de vida, tais como uma vida independente e uma vida assistida, permitem às pessoas idosas viver com mais segurança, tentando alcançar mais qualidade de vida o máximo de tempo possível.

O que é mais importante para os idosos hoje em dia?

Com uma extensão de vida mais prolongada, os idosos adquirem necessidades específicas e anseiam por preservar o que é mais importante para ter maior qualidade de vida e mais harmonia.

Estas são algumas das coisas que os idosos consideram mais importantes para o seu conforto e bem-estar:

Boa Saúde

Para muitas pessoas, boa saúde equivale a liberdade, independência e a capacidade de se manterem ativas.

Doenças comuns como a osteoporose, artrite e incontinência podem afetar negativamente a qualidade de vida de uma pessoa.

Ter cuidados consistentes e de alta qualidade para minimizar os impactos negativos destas e de outras condições de saúde associadas ao envelhecimento é importante.

Relacionamentos pessoais

Fortes ligações à família e amigos impedem os idosos de ficarem isolados e solitários. O companheirismo é vital em qualquer idade, mas especialmente à medida que envelhecemos.

Instalações e serviços de terceira idade que encorajam as interações sociais melhoram a qualidade de vida da população idosa.

Rotina

Um horário regular proporciona estabilidade e consistência aos idosos que, de outra forma, se poderiam sentir perdidos por terem que desistir de algum controle sobre a sua vida quotidiana. Com uma rotina de refeições e atividades, os idosos sabem o que esperar e evitam a confusão que pode surgir com a incerteza.

Alimentação

A alimentação é uma parte importante do autocuidado e também possibilita a participação na comunidade através da partilha de refeições e celebrações.

Os alimentos que têm um aspeto e sabor apelativo, são nutricionalmente saudáveis e não causam quaisquer efeitos secundários desagradáveis, são uma parte necessária da saúde e bem-estar geral de todos.

Participação na comunidade

Quer participando em atividades ou encontrando companhia, fazer parte de uma comunidade dá-nos um sentido de pertença e ligação que se torna ainda mais importante à medida que envelhecemos.

Respeito

Os idosos podem sentir-se marginalizados quando, mesmo após uma vida inteira de contribuição para a sociedade, são ignorados ou tratados como crianças. Dirigir-se a eles com respeito e cortesia é especialmente importante.

Exercício físico

A atividade física e o movimento beneficiam o corpo, a mente e o espírito em qualquer idade. Desporto, caminhadas ou exercícios simples são benéficos para manter o equilíbrio e coordenação, o que pode prevenir quedas e outras lesões, bem como melhorar a saúde mental.

Conforto

Tanto o conforto físico como emocional são vitais para qualquer pessoa que necessite de cuidados a longo prazo. A capacidade de se sentir relaxado e em casa no seu ambiente familiar, alivia o stress e a ansiedade e contribui grandemente para a qualidade de vida em geral.

Segurança financeira

O stress com o dinheiro é comum em qualquer idade, mas para os mais velhos, gerir sabiamente as suas economias é essencial.

Independência

A maioria de nós valoriza a nossa independência e quer manter a autossuficiência o máximo de tempo possível. À medida que envelhecemos, precisamos inadvertidamente de mais ajuda em certas tarefas.

No entanto, os idosos que continuam a fazer o máximo que podem por si próprios, tendo uma autoestima elevada. É por isso que a comunicação é tão importante para eles.

Necessidades de encorajamento para os idosos

Muitos idosos estão a utilizar a tecnologia e as redes sociais para se manterem ligados e realizados, mas precisam de muito mais do que isso. Precisam de encorajamento em várias dimensões.

Eis alguns exemplos:

Mobilidade

Um dos maiores desafios que os idosos têm é a sua capacidade de se deslocarem como antes.

Alguns estudos indicam que um em cada cinco idosos têm problemas de mobilidade e mais de 25% das mulheres idosas têm sérias dificuldades em se deslocar assim que atingem os 75 anos de idade.

Quanto mais os idosos forem capazes de se deslocar, mais interações sociais serão capazes de ter. Estas interações podem melhorar o seu humor, sistema imunitário, e felicidade geral.

Existem alguns dispositivos que podem ajudar os idosos a se deslocarem como as scooters ou as cadeiras de rodas.

Declínio cognitivo

À medida que as pessoas começam a viver mais tempo, começam a encontrar problemas que outras gerações podem não ter encontrado.

À medida que as pessoas envelhecem, ocorre frequentemente um declínio na capacidade de pensar, recordar detalhes e de resolver problemas.

Estas alterações relacionadas com a idade fazem com que os idosos se sintam perturbados e muitas vezes incompreendidos.

É difícil admitir a perda de memória e isto pode muitas vezes colocar as famílias numa situação complicada.

Uma das melhores formas de ajudar pode ser através de um sistema de alarme pessoal. Ao esquecerem-se das coisas podem correr perigo.

Para ajudar a tranquilizar a família e o idoso, um sistema de alarme pessoal que possam utilizar se estiverem em perigo ou se se esquecerem onde estão ou o que estão a fazer, pode ser a solução.

Saúde mental

Outro desafio comum que os idosos enfrentam é a mistura de sentimentos e emoções que estão relacionados com o processo de envelhecimento.

O envelhecimento pode ser uma experiência recompensadora e dá a muitas pessoas uma oportunidade de fazer coisas que nunca tinham feito antes. No entanto, a experiência nem sempre é assim.

Muitas pessoas lutam emocionalmente com o envelhecimento porque, embora tenham mais liberdade, já não são tão ágeis como costumavam ser.

Muitos idosos têm frequentemente pouca ou nenhuma interação social e isto pode resultar num acumular de preocupações emocionais.

Quando as pessoas se sentem socialmente isoladas e solitárias, correm maior risco de desenvolver demência.

Quanto menos interação social tiverem, mais deprimidos emocionalmente podem ficar. Além disso, a maioria dos idosos não quer incomodar os familiares com as suas preocupações sobre o envelhecimento e o sentimento de solidão.

É extremamente importante encontrar formas de ligação social para os idosos, para que se possam sentir emocionalmente e psicologicamente relevantes nas suas vidas.

A utilização de aplicações tecnológicas simples para conversas de vídeo pode ajudá-los a sentirem-se mais seguros e apoiados emocionalmente.

Conclusão

A vida após a reforma pode ser excitante para alguns, ou vazia e isolada para outros.

O processo de envelhecimento é uma coisa difícil para os idosos e ninguém compreende verdadeiramente como eles se sentem até estarem na mesma situação.

Enquanto algumas pessoas podem usufruir calmamente da sua reforma, outras lutam física, mental e emocionalmente contra as circunstâncias mais difíceis em que se encontram.

Conciliar a idade e a vida em constante mudança pode ser um desafio, mas uma forte rede de amigos e família pode ajudar a facilitar a transição.

Encontrar formas de aumentar a independência dos idosos e melhorar as suas interações sociais pode melhorar a qualidade das suas vidas e promover uma vida mais feliz e mais saudável.

Juntos Cuidamos Melhor!

Referências:

Senior Living

*Atenção: O Blog Mais que Cuidar é um espaço informativo, de divulgação e educação sobre temas relacionados com saúde e bem-estar, não devendo ser utilizado como substituto ao diagnóstico médico ou tratamento sem antes consultar um profissional de saúde.

Central de Atendimento

como podemos ajudar?
Apoio via Whattsapp
Entre em contato
através do Whattsapp.
ABRIR WHATTSAPP
Apoio por Telefone
Contacte-nos todos os dias
úteis entre 10h às 19h e aos
Sábados das 10h às 13h
Lojas de Ortopedia e Geriatria em Portugal
Procuramos estar cada vez mais perto de si.
Venha conhecer-nos! Juntos Cuidamos Melhor.
Porto
Porto
Estrada da Circunvalação 14688
4450-097 Matosinhos
T. 224 054 146
Lisboa
Lisboa
Rua Manuel Martins da Hora, 2
1750-172 Lisboa
T. 210 402 220
Almada
Almada
Rua do Regil 21A
2805-234
Almada
T. 210 402 248
Faro
Faro
Estrada Municipal 514
Zona Ind. da Barracha, Lote 11
8150-017 São Brás de Alportel
T. 289 824 225