Central de Atendimento

Como podemos ajudar?
Precisa de ajuda?

Dor Ciática: O que é, sintomas e qual o tratamento

dor ciática

A dor ciática, ou simplesmente ciática ou ciatalgia, é uma condição muito frequente e regista um elevado número de novos casos todos os anos, entre a população portuguesa. Pode afetar tanto homens como mulheres, normalmente a partir dos 20 anos de idade.

Não se trata de uma doença, mas sim de um sintoma a um problema adjacente. Ou seja, a dor ciática é causada pela compressão, inflamação ou qualquer dano ao nervo ciático e percorre toda ou parte da sua extensão, podendo variar de intensidade desde uma sensação perfeitamente suportável até uma situação incapacitante.

Na Mais que Cuidar pode encontrar serviços na área dos cuidados domiciliários como por exemplo a fisioterapia ao domicílio que pode dar um contributo importante no tratamento da dor ciática. Além disso, pode encontrar produtos de apoio como cintas lombares ou colchões ortopédicos que podem ajudar a aliviar e a prevenir a ciática.

esclerose múltiplia fisioterapia ao domicílio em portugal Agende uma sessão de fisioterapia ao domicilio em Portugal. Agendar agora Agende uma sessão de fisioterapia ao domicilio em Portugal. Agendar agora

Neste guia explicamos-lhe em detalhe o que é, quais os sintomas e o tratamento, mas também como pode prevenir o seu aparecimento.

O que é a dor ciática?

O que é a dor ciática

Também chamada simplesmente de ciática, ou ciatalgia, este sintoma define-se por uma crise aguda de dor ao longo do nervo ciático, geralmente resultado do comprometimento de raiz nervosa na coluna ou por compressão ou inflamação do próprio nervo.

Em geral, a ciática afeta apenas um dos lados do corpo, podendo acompanhar-se de sensações como perna dormente ou formigueiros, designados por parestesias, uma vez que este nervo é responsável pela sensibilidade e controlo de diversos músculos dos membros.

Embora a dor possa ser severa e incapacitante, na maioria dos casos resolve-se com diferentes tratamentos sem necessidade de cirurgia. Apenas situações de perda significativa da força muscular ou alterações urinárias e intestinais serão candidatas definitivas a cirurgia.

O que é o nervo ciático?

O nervo ciático é o maior nervo do corpo humano e estende-se desde a face posterior da bacia, descendo pela parte de trás da coxa e da perna até ao dedo maior do pé. É graças a este nervo que os músculos das pernas se movem, permitindo articular os membros inferiores. É também responsável pela sensibilidade nos membros inferiores.

Quais os fatores de risco da dor ciática?

Dor ciática fatores de risco

Na maioria das vezes, a ciática ocorre provocada por diferentes fatores de risco, isolados ou associados:

  • Posturas incorrectas: mantidas e repetitivas contribuem para pressionar o nervo ciático
  • Sedentarismo: contribui para pressionar o nervo
  • Obesidade: o excesso de peso sobrecarrega os músculos e provoca más posturas e compressão do nervo
  • História prévia de dores lombares
  • Esforços excessivos ou pouco regulados: podem danificar ou inflamar o nervo ciático
  • Idade superior a 30 anos: o desgaste dos discos e vértebras deixam de amortecer adequadamente os movimentos da coluna
  • Profissão: por exemplo, a condução de veículos por longos períodos de tempo e o transporte de cargas pesadas implicam um esforço extra da coluna
  • Diabetes: aumenta o risco de lesões nos nervos
Veja também: Diabetes tipo 1 e 2, quais os sintomas, valores e alimentação ideal?

Compressão do nervo ciático: quais as causas?

causas da compressão do nervo ciático

Estenose lombar vertebral

A estenose do canal lombar é um estreitamento do canal espinhal, que contém a medula espinhal e nervos. Este estreitamento pode exercer compressão sobre a medula espinhal ou sobre os nervos nas áreas comprimidas, causando dor, choques e formigueiro nas suas pernas, mas também pode causar dor nas costas e perda de sensibilidade nas pernas.

Hérnia discal

É a principal causa da dor ciática. A hérnia discal ocorre quando o núcleo (pulposo e gelatinoso) que constitui a parte central do disco intervertebral, prolapsa através da rotura do anel fibroso circundante e comprime as estruturas vizinhas.

É nesta altura que provoca a dor ciática, dormência e perda de força na área do corpo correspondente a esse nervo.

Essa é a condição que mais provoca dor ciática e alterações de sensibilidade para coxa, perna e pé. Aproximadamente 80% das pessoas vão experimentar a dor lombar em algum momento de suas vidas.

Veja também: Hérnia discal lombar ou cervical: quais os tipos, sintomas e tratamentos?

Espondilolistese

A espondilolistese ocorre quando uma das vértebras da coluna desliza da sua posição normal, geralmente deslocando-se para frente sobre a vértebra que se encontra imediatamente abaixo. É mais comum na região lombar.

A espondilolistese pode causar espasmos que causam rigidez da coluna e dos músculos, o que se associa a alterações na postura. Se o deslizamento for significativo pode ocorrer compressão de nervos e estreitamento do canal espinal e por consequência é uma das causas da dor ciática.

Trauma

Traumas na coluna, nas nádegas ou região lombar causados por acidentes de trânsito, quedas, ou mergulhos e ferimentos são responsáveis pelo aparecimento da dor ciática.

Sindrome do Piriforme

A síndrome do piriforme é uma doença que afecta o músculo do mesmo nome, localizado na região das nádegas.

Causa espasmos e dor na nádega mas também pode irradiar para a zona do nervo ciático uma vez que este nervo passa perto deste músculo. Por isso é uma das causas frequentes da dor ciática provocando ainda formigueiro e mesmo falta de força na parte posterior da coxa, na face lateral da perna e no pé.

Tumores Vertebrais

Tumores da coluna (mieloma múltiplo, metástases), tumores dos ossos ou tecidos moles ao longo do curso do nervo ciático (neoplasia intra-abdominal ou pélvica), tumores da coxa, são causas para o aparecimento da dor ciática.

Dor ciática:quais os sintomas?

dor ciática sintomas

Os sintomas variam de pessoa para pessoa e podem piorar durante a noite. Também podem variar dependendo do tipo, localização e gravidade da condição que provoca a dor ciática.

De um modo geral, a ciática pode ser extremamente incapacitante devido à dor intensa e aguda e limitação de atividades diárias.

A localização da dor varia consoante as raízes do nervo afetadas, mas é comum irradiar para uma das nádegas, para a parte posterior e externa da coxa, da perna e do pé ou para o primeiro dedo do pé.

A posição sentada tende a agravar a dor e há melhoras quando se está deitado ou durante a marcha.

A dor costuma passar ao fim de alguns dias, mas caso o problema persista é muito importante ter um diagnóstico rigoroso, para não se correr o risco de virem a surgir lesões neurológicas irreversíveis.

É também frequente a dor ciática estar associada à lombalgia e haver perda de sensibilidade, diminuição da força muscular, sensação de formigueiro, aumento das dores nos períodos de pé ou sentado e intensificação da dor ao elevar as pernas.

Como é feito o diagnóstico da ciatalgia?

Ciatalgia diagnóstico

O diagnóstico é realizado, habitualmente, pelo médico ortopedista (especialista em ortopedia), com base na clínica e exames auxiliares de diagnóstico.

O relato das queixas pelo doente, complementado com uma avaliação clínica, é fundamental. Assim, para além da história clínica e da observação médica cuidadosa, o diagnóstico baseia-se em métodos de imagem, como radiografias, tomografia axial computadorizada (TAC) ou mesmo a ressonância magnética da coluna lombar, para se obterem imagens rigorosas da coluna vertebral, dos nervos e das lesões que causam a dor ciática.

A maioria dos casos de ciática corresponde a uma compressão nas raízes nervosas da quinta vértebra lombar (L5) ou da primeira da coluna sagrada (S1).

Qual o tratamento da ciática?

Ciática tratamento

Considerando que é um sintoma, o tratamento consiste na resolução das suas causas.

Para a maioria das pessoas, o tratamento é conservador, estando a cirurgia reservada para os casos mais graves.

Cerca de 80% a 90% das situações resolvem-se sem cirurgia e cerca de metade das crises dura menos de seis semanas.

Repouso

A primeira medida terapêutica a ser tomada no caso de dor ciática é o repouso. Embora o repouso seja importante, deve-se procurar manter algum grau de atividade, uma vez que o movimento ajuda a reduzir a inflamação.

Medicamentos

Medicamentos dor ciática

A utilização de medicamentos é uma forma de tratar a dor ciática, uma vez que os anti-inflamatórios diminuem a inflamação do nervo e a dor. Os relaxantes musculares também podem ajudar em certos casos.

Estes medicamentos podem apresentar efeitos secundários e devem, por isso, ser sempre prescritos pelo médico em função dos antecedentes de cada paciente.

Perante casos de dor muito intensa, pode optar-se por uma injeção de corticoides na região epidural, para reduzir mais rapidamente a inflamação.

Exercício

Tanto a fisioterapia como algum exercício físico específico podem ajudar em muitos casos, mas só devem iniciar-se após efetuado o diagnóstico correto e por indicação do médico especialista.

O recurso ao exercício físico devidamente programado e ao calor ou frio para alívio da dor e do espasmo são boas opções não médicas.

Fisioterapia

Fisioterapia dor ciática

Também a fisioterapia ortopédica consegue bons resultados no tratamento da dor no nervo ciático.

O fisioterapeuta pode realizar exercícios para fortalecer a região pélvica, a musculatura interna da coxa, o abdómen, a coluna e o diafragma, sendo que para cada região, são aplicados exercícios diferentes.

esclerose múltiplia fisioterapia ao domicílio em portugal Agende uma sessão de fisioterapia ao domicilio em Portugal. Agendar agora Agende uma sessão de fisioterapia ao domicilio em Portugal. Agendar agora

Cirurgia

Está indicada quando a dor é muito intensa e resiste às medidas acima referidas. Para além disso, está recomendada para os casos que se tornam incapacitantes ou compromete a bexiga e o esfíncter anal, prejudica a força muscular e não melhoram ao fim de 6 a 12 semanas.

A cirurgia visa corrigir a causa da compressão do nervo ciático, sendo que a causa mais comum de dor ciática é a hérnia discal, esta cirurgia consiste na sua remoção e do disco intervertebral que provoca a compressão.

Este método de tratamento permite um alívio sintomático em 90% a 95% dos doentes.

Após a cirurgia é importante evitar a condução, a posição sentada durante longos períodos, levantar pesos ou a flexão do tronco durante cerca de um mês.

Poderão ser recomendados exercícios para a extensão da coluna.

Como prevenir a dor ciática?

Prevenir dor ciática

Não é possível prevenir por completo o aparecimento ou reaparecimento da dor ciática, mas algumas medidas de proteção da coluna poderão ser eficazes.

É importante adotar técnicas corretas de levantar de pesos, mantendo as costas direitas.

Uma postura correta em todos os momentos é relevante para ajudar a reduzir a pressão sobre a coluna; para além disso, o exercício físico fortalece os músculos das costas e os abdominais, e tem igualmente efeitos benéficos não se deve estar sentado durante longos períodos de tempo devido à pressão que se exerce no nervo ciático; também, o tabaco deve ser evitado já que acelera a degeneração dos discos intervertebrais.

Vejamos diferentes formas de prevenção:

Praticar desporto

Desporto dor ciática

Praticar exercício físico adequado, sob orientação de técnicos especializados, ajuda a reforçar os músculos que protegem a coluna vertebral. Contudo, não deve fazer exercícios físicos que ultrapassem as suas capacidades individuais.

A dança e a natação, por exemplo, são dos melhores exercícios que se podem fazer pelo equilíbrio muscular, pelo bem-estar e pelo reforço de cálcio nos ossos que proporciona.

Adotar uma postura correta

Postura correta ciática

Quando estamos sentados, as costas devem estar totalmente apoiadas na cadeira e os pés bem assentes no chão (pode haver necessidade de usar um pequeno degrau de apoio); o pescoço deve estar sempre direito, o que é particularmente relevante para quem passa horas em frente ao computador.

Muito importante é mudar frequentemente de posição, flexibilizando os músculos e as articulações.

Evitar pesos excesivos

Evitar pegar em pesos excessivos e fazê-lo sempre com uma postura defensiva: fletir os joelhos e contrair o abdómen, mantendo a coluna direita e pegando nos pesos com ambas as mãos (por exemplo, se vai às compras deve distribuir o peso pelas duas mãos); equilibrar o esforço e a postura.

Cuidados com o calçado

Também o uso adequado do calçado é um fator importante para prevenir os problemas de coluna e por consequência o aparecimento da dor ciática.

Deve ser usado calçado confortável, individualizado, que não afete negativamente a postura.

 Os saltos dos sapatos, vistos tradicionalmente como inimigos da saúde da coluna vertebral, devem antes ser considerados aliados, por quem os usa. E isto porque o conforto que o calçado proporciona está também relacionado com a altura dos saltos.

Podemos dizer que no que ao calçado diz respeito, para cada indivíduo o seu salto.

Dormir bem

O descanso e um período de sono correto (7-8 horas) é essencial para descansar a coluna e rehidratar os discos vertebrais. O colchão e almofada não têm influência na prevenção da ciática, mas devem preferir-se modelos ortopédicos que ajudem a manter uma postura correta.

Massagem

Uma massagem relaxante ajuda a diminuir a tensão do músculo das costas, zona lombar e glúteos, que habitualmente ficam tensos devido à compressão do nervo ciático.

esclerose múltiplia fisioterapia ao domicílio em portugal Solicite uma massagem de relaxamento e recuperação desportiva ao domicílio em Lisboa Massagem ao domicílio Agendar agora Solicite uma massagem de relaxamento e recuperação desportiva ao domicílio em Lisboa Massagem ao domicílio Agendar agora

Quantos dias dura uma crise no nervo ciático?

Quanto dura a dor ciática

Em geral, a maioria dos casos de ciatalgia resolvem-se num período entre as quatro e as doze semanas. Com o tratamento adequado, a dor tende a melhorar em 15 dias.

Contudo, é importante procurar atendimento médico e não se automedicar. Na verdade a maioria dos casos não procura ajuda médica por considerar que com o tempo a dor vai melhorar, ou porque associa a dor ao envelhecimento.

Contudo, se não tratada corretamente esta condição tem tendência a evoluir, a tornar-se incapacitante, e a levar a distúrbios neurológicos, como perda da sensibilidade e da função motora.

Como lidar com a dor ciática na gravidez?

Dor ciática gravidez

Durante a gravidez é comum o nervo ciático ser afetado devido ao rápido aumento de peso, crescimento da barriga e alteração do centro de gravidade da mulher, o que pode levar à compressão deste nervo.

É aconselhável a grávida procurar um médico ou fisioterapeuta, para iniciar o tratamento e minimizar os sintomas apresentados.

O tratamento pode ser feito com exercícios de alongamento, compressas quentes e medicamentos tópicos antinflamatórios. Podem ainda ser boas opções:

  • Praticar atividade física regularmente antes e durante a gestação
  • Evitar não engordar mais de 10 kg na gravidez também é importante, pois quanto mais peso se ganha, maior é a compressão e inflamação do nervo ciático
  • Usar cinta de grávida para ajudar a melhorar a postura e evitar a sobrecarga na coluna
  • Manter a coluna ereta ao sentar, caminhar, ficar de pé, e, principalmente, ao levantar pesos do chão.

Conclusão

Ciática conclusão médica

Apesar de não se tratar de uma doença, a dor ciática é muito frequente e caracteriza-se pela presença de dor, fraqueza, adormecimento ou formigueiro numa perna.

É mais comum na meia-idade, mas pode acometer qualquer pessoa em qualquer altura da sua vida, uma vez que a causa mais frequente desta condição é a compressão do nervo ciático.

Uma vez comprimido o nervo, os sintomas da dor ciática possam ser muito incapacitantes, embora seja raro ocorrer lesão permanente e irreversível do nervo. A história clínica e a observação médica cuidadosa, juntamente com diferentes métodos de imagem podem diagnosticar esta condição, principalmente na deteção da sua causa.

O tratamento pode variar entre fisioterapia, terapêutica medicamentosa ou mesmo cirurgia, embora esta última esteja reservada para os casos em que a dor é muito intensa e resiste às restantes medidas.

Mas a boa notícia ao falar de dor ciática é que apesar de tudo pode ser prevenida com algumas medidas de proteção da coluna, que incluem a prática de exercício físico, a adoção de posturas corretas, o repouso e horas de sono adequadas, bem como uma massagem relaxante para diminuir a tensão do músculo das costas.

Na Mais que Cuidar pode encontrar serviços na área dos cuidados domiciliários como por exemplo a fisioterapia ao domicílio que pode dar um contributo importante no tratamento da dor ciática. Além disso, pode encontrar produtos de apoio como cintas lombares ou colchões ortopédicos que podem ajudar a aliviar e a prevenir a ciática.

esclerose múltiplia fisioterapia ao domicílio em portugal Agende uma sessão de fisioterapia ao domicilio em Portugal. Agendar agora Agende uma sessão de fisioterapia ao domicilio em Portugal. Agendar agora

Juntos Cuidamos Melhor!

Referências:

*Atenção: O Blog Mais que Cuidar é um espaço informativo, de divulgação e educação sobre temas relacionados com saúde e bem-estar, não devendo ser utilizado como substituto ao diagnóstico médico ou tratamento sem antes consultar um profissional de saúde.

O que achou deste artigo? Foi útil? Deixe o seu comentário

Central de Atendimento

como podemos ajudar?
Apoio via Whattsapp
Entre em contato
através do Whattsapp.
ABRIR WHATTSAPP
Apoio por Telefone
Contacte-nos todos os dias
úteis entre 10h às 19h e aos
Sábados das 10h às 13h
Lojas de Ortopedia e Geriatria em Portugal
Procuramos estar cada vez mais perto de si.
Venha conhecer-nos! Juntos Cuidamos Melhor.
Porto
Porto
Estrada da Circunvalação 14688
4450-097 Matosinhos
T. 224 054 146
Lisboa
Lisboa
Rua Manuel Martins da Hora, 2
1750-172 Lisboa
T. 210 402 220
Almada
Almada
Rua do Regil 21A
2805-234
Almada
T. 210 402 248
Faro
Faro
Estrada Municipal 514
Zona Ind. da Barracha, Lote 11
8150-017 São Brás de Alportel
T. 289 824 225
4 stars