Central de Atendimento

Como podemos ajudar?
Precisa de ajuda?

Pneumonia em idosos: qual é o tratamento?

Pneumonia em idosos: qual é o tratamento?

A pneumonia é uma infeção dos pulmões que atinge uma parte considerável da população, sobretudo as pessoas com 65 ou mais anos de idade.

A doença ataca os sacos aéreos nos pulmões, causando-lhes inflamação e, por vezes, enchimento com líquido.

Os sacos de ar são responsáveis pelo movimento do oxigénio dos pulmões para o sangue, pelo que a pneumonia resulta em problemas respiratórios e baixa o nível de oxigénio no sangue.

Mais de 30 organismos diferentes são responsáveis pelos diferentes tipos de pneumonia, que são classificados pelo tipo de germe que os causa e pelas circunstâncias em que as pessoas os apanham.

As bactérias e vírus mais frequentemente responsáveis pela pneumonia podem ser espalhados pelo ar, ou por contacto com uma pessoa infetada ou em superfícies.

A pneumonia pode variar de gravidade entre uma forma mais leve podendo até causar risco de vida, sendo a pneumonia viral geralmente menos grave do que a pneumonia bacteriana.

A pneumonia pneumocócica, que também pode causar meningite no cérebro, é o tipo mais comum de pneumonia bacteriana, e pode ser muito perigosa na terceira idade.

A pneumonia adquirida na comunidade é a forma mais comum da doença. A pneumonia adquirida num hospital ou associada a um estabelecimento de saúde, é menos comum e é apanhada dentro de um desses estabelecimentos.

Quando a doença é adquirida num hospital é mais suscetível de ser fatal porque as pessoas que a contraem já estão doentes e porque quando causada por bactérias, é mais provável que seja resistente aos antibióticos, tornando mais difícil o seu tratamento.

Sintomas

Os sintomas de pneumonia variam de pessoa para pessoa, mas pode incluir alguns destes sintomas:

  • Fraqueza e fadiga
  • Dor no peito ou nas costelas
  • Febre e calafrios
  • Temperatura corporal inferior à normal
  • Tosse, especialmente uma tosse húmida que produz catarro
  • Falta de ar
  • Confusão ou desorientação

É fácil confundir estes sintomas em adultos de 65 anos ou mais com os de uma constipação ou gripe, ou com os efeitos do envelhecimento, mas estes sintomas devem ser tomados em consideração e a ajuda médica deve ser procurada de imediato.

Causas

A pneumonia é causada pela exposição a germes, na maioria das vezes bactérias ou um vírus.

Pessoas de todas as idades entram em contacto com os organismos que causam pneumonia, mas quando se desenvolve em idosos adquire, geralmente, formas mais agressivas e debilitantes.

Eis algumas das causas:

À medida que as pessoas envelhecem, o seu sistema imunitário funciona menos bem, deixando-as menos capazes para se defenderem de infeções.

As doenças cardíacas, diabetes e outras doenças graves que são comuns em idosos aumentam o risco de pneumonia.

Os idosos são mais suscetíveis à gripe e a outras doenças relacionadas com a área abdominal que por vezes se transformam em pneumonia.

Os idosos são menos suscetíveis de produzir tosse forte, devido geralmente à ocorrência de um AVC ou por fragilidade generalizada, no entanto, a tosse ajuda o corpo a expelir tudo aquilo que o pode prejudicar, incluindo os germes que causam a pneumonia.

Tratamento da Pneumonia em Idosos

Quer a doença seja viral ou bacteriana, a pneumonia é tratada sobretudo com repouso, alimentos nutritivos, e muitos líquidos, bem como medicamentos para tratar sintomas incómodos como febre ou dor.

A pneumonia viral também pode ser tratada com medicamentos antivirais. A pneumonia bacteriana é sempre tratada com antibióticos.

É importante que os pacientes tomem os antibióticos prescritos até ao fim para prevenir o desenvolvimento de bactérias resistentes aos medicamentos.

A maioria dos idosos são tratados para a pneumonia em casa, mas uma grande parte tem que receber tratamento hospitalar, onde podem necessitar de oxigenoterapia para ajudar a respirar.

Os antibióticos são utilizados para tratar pneumonias causadas por bactérias. Os tipos de antibióticos utilizados podem depender do tipo de bactérias que causam a infeção e da gravidade da mesma.

Podem ser administrados por via oral ou por via intravenosa. Os vírus não podem ser tratados com antibióticos.

O tratamento da pneumonia viral centra-se nos cuidados de apoio, como a atenuação dos sintomas, a manutenção da hidratação e a monitorização dos sinais vitais. Em alguns casos, podem ser utilizados medicamentos antivirais.

Outro tipo de tratamentos

Além do tratamento tradicional e medicamentoso, outros tratamentos adicionais podem ser utilizados.

Alguns exemplos de tratamentos adicionais são:

Fluidos

É importante certificar que o idoso tem uma ingestão adequada de fluidos quando tem pneumonia. Se for hospitalizado, poderá receber fluidos por via intravenosa.

Oxigenoterapia

Se o idoso for hospitalizado, a oxigenoterapia pode ser utilizada para se certificar de que está a receber oxigénio suficiente.

Descanso

Descansar bastante pode ajudar o corpo a responder à infeção. Quando há necessidade de realizar atividades diárias, não devem ser efetuados esforços.

Usar o calor e a humidade

Beber bebidas quentes ou caldos e usar um humidificador pode ajudar a soltar o muco na garganta e no peito.

Medicamentos de venda livre

Estes medicamentos podem ajudar a aliviar sintomas como a febre e o desconforto.

Recuperação da penumonia

A maioria dos idosos que desenvolvem pneumonia recuperam dela. Mas o tempo que leva a recuperar depende de muitos fatores, incluindo que bactérias ou vírus a causaram e se a pessoa é frágil ou tem condições de saúde adicionais que tornam a recuperação mais difícil.

A recuperação levará provavelmente pelo menos uma a três semanas, mas pode demorar mais tempo.

Por vezes, a pneumonia que parecia ter desaparecido regressa. Ao cuidar de um idoso que tenha pneumonia, convém vigiar para ver se há sintomas novos ou piores e caso existam, deve-se procurar ajuda médica de imediato.

Prevenção da Pneumonia nos Idosos

Pra diminuir o risco de desenvolvimento de pneumonia nos idosos, há algumas estratégias que devem ser postas em prática:

Lavar as mãos frequentemente

Embora seja um conselho muito disseminado, nem toda a gente adota esta prática. Por isso é sempre bom lembrar, porque a lavagem frequente das mãos pode diminuir muito o risco de infeções, incluindo a pneumonia.

Vacinação

A vacina contra a pneumonia pneumocócica reduz o risco de os idosos contraírem pneumonia bacteriana. Os médicos recomendam que as pessoas tomem uma primeira dose na casa dos 50 anos, uma segunda dose aos 65 anos e uma dose adicional a cada cinco anos.

A vacina anual contra a gripe também pode reduzir o risco de pneumonia, porque a pneumonia por vezes desenvolve-se como complicação da gripe.

Evitar estar com pessoas que têm constipação ou gripe

Pode parecer indelicado, mas a segurança vem em primeiro lugar. O melhor é adiar o contacto. Se não for possível sempre que se está perto de pessoas doentes, tem que se usar uma máscara facial para proteção.

Manter os dentes limpos

Os dentes infetados são um local privilegiado para uma infeção por pneumonia se desenvolver.

Praticar uma boa higiene oral e visitar regularmente o dentista é fundamental.

Manter a casa limpa

Poeira, bolor e mofo podem danificar os pulmões e aumentar o risco da ocorrência da pneumonia.

Os idosos podem precisar da ajuda de um serviço de limpeza profissional para manterem as suas casas limpas.

Adotar um estilo de vida saudável

Algumas das práticas utilizadas para tratar a pneumonia, como descansar muito, comer de forma saudável e manter a hidratação, podem também ajudar a combater a doença em primeiro lugar.

Fazer exercício regularmente e optar por não fumar é também importante.

Ao aumentar a consciência sobre o impacto e a gravidade da pneumonia nos idosos, tanto eles como os seus cuidadores podem ajudar a prevenir a pneumonia ou a tratá-la precocemente, melhorando assim a probabilidade de uma recuperação muito mais rápida.

Conclusão

A pneumonia é uma infeção que é frequentemente mais grave nos idosos. É uma causa significativa de hospitalização e mortalidade nesta população.

A pneumonia é uma inflamação dos pulmões que pode ocorrer devido a infeções virais, bacterianas ou fúngicas.

Os idosos têm uma maior probabilidade de desenvolver complicações de pneumonia graves.

Os sintomas de pneumonia em indivíduos mais velhos diferem frequentemente de outros grupos etários. Os idosos são mais propensos a ter sintomas deste género:

  • Temperatura corporal mais baixa
  • Confusão
  • Alterações no estado funcional

A ajuda médica rápida é vital para melhorar as perspetivas de recuperação da pneumonia nos idosos. Se o tratamento começar cedo, aumentam as probabilidades de recuperação e reduz o risco de complicações.

Juntos Cuidamos Melhor!

Referências:

Healthline

*Atenção: O Blog Mais que Cuidar é um espaço informativo, de divulgação e educação sobre temas relacionados com saúde e bem-estar, não devendo ser utilizado como substituto ao diagnóstico médico ou tratamento sem antes consultar um profissional de saúde.

Central de Atendimento

como podemos ajudar?
Apoio via Whattsapp
Entre em contato
através do Whattsapp.
ABRIR WHATTSAPP
Apoio por Telefone
Contacte-nos todos os dias
úteis entre 10h às 19h e aos
Sábados das 10h às 13h
Lojas de Ortopedia e Geriatria em Portugal
Procuramos estar cada vez mais perto de si.
Venha conhecer-nos! Juntos Cuidamos Melhor.
Porto
Porto
Estrada da Circunvalação 14688
4450-097 Matosinhos
T. 224 054 146
Lisboa
Lisboa
Rua Manuel Martins da Hora, 2
1750-172 Lisboa
T. 210 402 220
Almada
Almada
Rua do Regil 21A
2805-234
Almada
T. 210 402 248
Faro
Faro
Estrada Municipal 514
Zona Ind. da Barracha, Lote 11
8150-017 São Brás de Alportel
T. 289 824 225