Central de Atendimento

Como podemos ajudar?
Precisa de ajuda?

Cuidados com o idoso acamado: Guia prático

Cuidados com o idoso acamado

Dados recentes do Instituto Nacional de Estatística indicam que a esperança de vida à nascença em Portugal foi estimada em quase 81 anos (80,93), sendo 77,95 anos para os homens e 83,51 anos para as mulheres no período 2017-2019.

São boas notícias, embora o aumento da esperança média de vida nem sempre signifique qualidade de vida.

Uma grande parte das vezes representa uma elevada percentagem de idosos com múltiplas morbilidades, como a doença de Alzheimer, Parkinson e vítimas de Acidentes Vasculares Cerebrais e completamente dependentes de terceiros.

São muitas vezes idosos acamados a precisar de atenção e cuidados, dependentes para as inúmeras atividades diárias básicas como comer ou tomar um banho.

E se esta realidade é triste para o idoso acamado não é mais feliz para quem cuida deles. São na sua maioria cuidadores informais, sem formação específica mas que ganham conhecimento pela experiência e que com amor e boa vontade promovem o seu bem-estar como é possível.

Nos centros Mais que Cuidar pode encontrar uma vasta gama de produtos de apoio para cuidados ao idoso acamado tais como, camas articuladas, colchões preventivos de escaras, produtos para incontinência, entre outros, que pode comprar ou alugar.

agende-uma-sessão-de-fisioterapia-ao-domicilio-em-portugal Veja a gama completa de ajudas técnicas e de produtos de apoio para aluguer em Portugal Ver agora Veja a gama completa de ajudas técnicas e de produtos de apoio para aluguer em Portugal Ver agora

Pode encontrar também serviços especializados nos cuidados de saúde domiciliários como a enfermagem, o apoio domiciliário, a fisioterapia, a terapia da fala e o médico de medicina física e de reabilitação que podem dar um contributo importante na qualidade de vida do idoso acamado.

Para o ajudar nesta árdua tarefa elaboramos um guia prático que o vai auxiliar a perceber como e onde pode melhorar os cuidados que presta, assim como dar-lhe dicas para melhor intervir e poder, ao mesmo tempo, aliviá-lo.

São dicas que podem ajudar os cuidadores a garantir o bem-estar e a saúde da pessoa idosa que precisa passar a maior do tempo na cama.

Como cuidar da higiene do idoso acamado?

Cuidar da higiene do doente acamado

A higiene é importante para todos, mas para quem está acamado é especialmente importante para evitar a acumulação de bactérias, piorando o estado de saúde, ou levar mesmo ao desenvolvimento de infecções.

Os cuidados com a higiene não se limitam aos banhos diários e troca de fraldas, lembre-se também que o idoso acamado precisa escovar os dentes, pentear os cabelos, fazer a barba, e cortar as unhas, por exemplo. Assim, os cuidados que devem ser feitos incluem:

Cuidar da higiene oral idoso acamado

Limpeza da boca e dos dentes

A higiene oral deve ser feita após cada refeição ou, pelo menos, duas vezes ao dia. Deve ser utilizada uma pasta de dentes adequada ao problema que o idoso refere, por exemplo se tem maior sensibilidade dentária ou tem inflamação nas gengivas.

Deve, se for possível no caso, usar um elixir, igualmente adequado à condição do idoso. Existem diferentes tipos de elixires, por exemplo para combater a sensação de boca seca, muito comum nesta população.

Pode ser utilizada também uma esponja oral para fazer a higiene da boca e a hidratação da cavidade oral em doentes idosos dependentes.

Cuidados a ter com a prótese dentária

A grande maioria destes idosos já não possui toda a sua dentição natural, usando por isso próteses. É indiscutível que limpar a sua prótese de forma informada e adotar uma rotina de higiene diária se trata de um passo fundamental para preservar a sua saúde oral. Assim:

  • No caso das próteses fixas: os cuidados recomendados são praticamente idênticos aos que teria com uma dentição natural. Neste sentido, a escovagem deve ser feita utilizando a pasta dentífrica e a escova de dentes habituais. Se o doente tiver uma ponte dentária, poderá ser necessário usar produtos como um fio dentário de pontas duras, para permitir uma melhor higiene.
  • Relativamente às próteses removíveis, existem mais alguns cuidados que deve ter em atenção: Retire a prótese e proceda à limpeza fora da sua boca; Coloque uma toalha no lavatório que sirva de amortecedor em caso de queda; Opte por uma escova macia, de preferência que seja própria para a limpeza de próteses; Utilize uma pasta de dentes específica para as próteses; Use pastilhas efervescentes para eliminar resquícios de alimentos.

Sinais de alerta

Sinais de alerta no idoso acamdo

Os cuidados de higiene orais raramente aparecem no topo de prioridades dos problemas de saúde dos idosos. Contudo, a má higiene oral é umas das causas para o desenvolvimento de muitas doenças. Deve por isso estar atento a diferentes sinais de alerta:

  • Inflamação ou sangramento das gengivas: gengivas saudáveis são vitais à saúde dos seus dentes. A evolução da doença das gengivas começa com a acumulação de placa bacteriana. Esta placa pode deixá-las avermelhadas e inchadas. Estes são os primeiros sinais da gengivite. Se esta não for tratada poderá levar à segunda fase que é irreversível: a periodontite. Esta é a grande responsável pela maior parte da queda dos dentes nos idosos.
  • Desintegração dos dentes: com o avançar da idade, o desgaste regular dos dentes pode resultar na redução do esmalte. A perda de esmalte dentário é permanente e detectar uma doença relacionada a este sintoma é uma tarefa complicada. Sem detectar uma doença torna-se difícil aplicar um tratamento, o que poderá resultar na rápida degradação dentária nos idosos.
  • Feridas na boca de forma recorrente: ter feridas na boca de forma periódica não é alarmante, mas se as feridas não desaparecerem depois de algumas semanas, é necessário recorrer a um especialista para uma avaliação.

Banho na cama

Banho na cama idoso acamado

O banho deve ser dado pelo menos a cada 2 dias, mas o ideal consiste em manter o banho com a mesma frequência com que a pessoa tomava banho antes de ficar acamado.

Para dar banho na cama, sem utilizar um colchão com capa impermeável à prova de água, é aconselhado colocar um saco plástico grande aberto debaixo do lençol da cama para não molhar o colchão.

  • Com a pessoa em posição de decúbito dorsal:
    • Lavar a cara, apenas com água, seguindo-se as orelhas e o pescoço;
    • Higienizar os braços, axilas e mãos;
    • Proceder à mudança de água;
    • Higienizar o abdómen e peito (no caso de ser mulher deve prestar especial atenção à dobra debaixo dos seios);
    • Lavar as pernas e os pés.
  • Com a pessoa em posição de decúbito lateral:
    • Lavar as costas;
    • Proceder à mudança da água;
    • Higienizar os genitais;
    • Proceder novamente à mudança de água.

E como lavar o cabelo na cama? Lavar o cabelo é uma tarefa igualmente importante como dar banho, mas pode ser feita menos vezes por semana, 1 a 2 vezes, por exemplo. Deve ser lavado com o idoso em posição de decúbito dorsal e pode utilizar um lava cabeças insuflável para facilitar.

Banho na banheira

Banho na banheira ao idoso acamado

Podendo o idoso deslocar-se até à banheira, o banho pode tornar-se mais fácil, mas requer cuidados redobrados devido ao perigo de quedas. É, por isso, muito importante que a casa de banho esteja devidamente adaptada e cómoda. Ou seja, deve conter barras de apoio e pode ser recomendado a utilização de uma cadeira de banho especial para banheira.

Se o idoso conseguir tomar banho sozinho, permita com as devidas precauções. É importante que o idoso tenha sua independência durante o banho, melhorando-lhe a sua autoestima.

Mantenha as janelas e portas fechados, pois qualquer corrente de ar pode causar constipações ou mesmo gripe, já que falamos de uma população com baixa imunidade.

Banho no poliban

Banho no poliban ao idoso acamado

O banho no poliban não é muito diferente do banho na banheira. Porém no poliban pode ser mais fácil, uma vez que para além dos materiais de apoio pode incluir um banco/cadeira de apoio para facilitar a tarefa e evitar quedas indesejáveis.

Em situações em que o idoso seja muito dependente pode ser útil a utilização de uma cadeira de rodas de banho que possa entrar dentro do poliban ou na zona de duche. Este tipo de cadeira é polivalente porque além de funcionar como cadeira de rodas no interior de casa e de cadeira de banho, também funciona como cadeira sanitária e pode ser encaixada na sanita.

Quais os posicionamentos de doentes acamados?

Como posicionar um idoso acamado

Um dos maiores desafios nos cuidados a um idoso acamado é a promoção do melhor posicionamento e a prevenção de feridas ou úlceras de pressão.

Para isso, é muito importante a utilização de uma cama articulada de preferência com regulação elétrica da altura do estrado ao chão e de um colchão ortopédico adequado ao perfil do utilizador idoso.

Nos utilizadores com elevado risco de úlceras de pressão é recomendado um colchão dinâmico preventivo de escaras para promover um maior conforto e uma maior eficácia na prevenção de feridas.

Para além disso, é muito importante a mudança de posição de 2 em 2 horas, sobretudo em pessoas idosas muito dependentes. De seguida, abordaremos as posições mais utilizadas nos cuidados a idosos:

Veja também: Úlcera de Pressão (Escaras): Causas, Sintomas e Tratamento.

Decúbito dorsal

Neste posicionamento a pessoa fica deitada de costas com a cabeça e os ombros ligeiramente elevados. Para promover conforto ao paciente e conseguir um bom alinhamento do corpo são utilizados travesseiros, almofadas e rolos, para dar apoio ao idoso, evitar as posições viciosas dos pés e mãos e preservar a posição anatómica do corpo.

Decúbito lateral direito/ esquerdo

Decúbito lateral idoso acamado

Nesta posição o idoso fica de lado permitindo duas variações (decúbito lateral esquerdo e decúbito lateral direito). Os pontos de maior risco nesta posição são a orelha, a crista ilíaca, a zona troncateriana, o joelho e a parte externa do tornozelo.

Deve:

  • Posicionar a pessoa de costas no lado oposto para o qual se vai virar (para facilitar o procedimento e evitar quedas). Ou seja, supondo que dividimos a cama em duas e a pessoa se vai virar para o seu lado esquerdo, deve ser colocada de costas no lado direito da cama;
  • Deve mudar de lado e aplicar almofadas onde irá ser posicionado o membro inferior do lado para o qual se vai virar a pessoa;
  • Virar a pessoa acamada para decúbito lateral e colocar almofada sob a cabeça;
  • Posicionar membro superior mais próximo do colchão afastado do corpo e em rotação externa com o cotovelo a 90º;
  • Colocar o membro superior mais distante do colchão sobre a almofada, com o cotovelo em flexão (tentar colocar cotovelo e pulso à mesma altura do ombro;
  • Posicionar o membro inferior mais próximo do colchão com as articulações coxofemoral e do joelho ligeiramente fletidos;
  • Deixar o membro inferior mais distante do colchão ao mesmo nível da anca, fletindo o membro a 90º (no joelho) e tendo o cuidado para não deixar nenhum dos pés em flexão ou extensão.

Em alternativa, para promover uma posição semelhante (a posição semi lateral) pode utilizar a cunha de posicionamento semi-lateral.

Como transferir o idoso acamado para uma poltrona ou cadeira de rodas?

Transferir idoso acamado para cadeira de rodas

O processo para levantar uma pessoa acamada facilmente e com menos esforço, pode ser resumido em 9 passos:

  • Coloque a poltrona / cadeira de rodas ao lado da cama;
  • Com a pessoa ainda deitada, desloque-a para a beira da cama, colocando os dois braços por baixo do corpo.
  • Coloque o braço debaixo das costas na altura dos ombros.
  • Com a outra mão, segure na axila e sente a pessoa na cama.
  • Mantenha a mão suportando as costas da pessoa e puxe os joelhos para fora da cama, rodando-o para que fique sentada com as pernas penduradas na beira da cama.
  • Arraste a pessoa na cama até que os pés fiquem apoiados no chão.
  • Abrace a pessoa por baixo dos braços e, sem deixá-la deitar novamente, segure-a por trás, no cós da calça. Se possível, peça para que se agarre no seu pescoço, entrelaçando as mãos.
  • Levante a pessoa ao mesmo tempo que roda o seu corpo, em direção à cadeira de rodas ou poltrona, e deixe-a cair o mais lentamente possível sobre o assento.
  • Para deixar a pessoa mais confortável ajuste a sua posição, puxando-o contra as costas da cadeira, ou a poltrona, passando os braços ao seu redor como um abraço.

Estes procedimentos podem ser facilitados com a ajuda de um disco giratório que se coloca no chão para ajudar a rodar a pessoa idosa e de um cinturão especial para mobilizar a pessoa de uma forma mais fácil e segura.

Idealmente, a pessoa deve ser movida da cama para o cadeirão, e vice-versa, a cada 2 horas, ficando deitada na cama apenas na hora de dormir.

Neste tipo de transferência pode ser utilizado também o elevador de transferência sobretudo se a pessoa acamada for obesa.

Como prevenir úlceras de pressão no idoso acamado?

Prevenir escaras no idoso acamado

O primeiro passo para a prevenção de úlceras de pressão é identificar as pessoas em risco para programar a melhor estratégia e impedir o aparecimento de lesões.

A pele deve ser avaliada diariamente e frequentemente com especial atenção às áreas próximas das proeminências ósseas, incluindo a região da nuca, as omoplatas, os ombros, os cotovelos, a região da sacro, tuberosidades isquiáticas, trocânteres e calcanhares.

Dependendo das limitações físicas do idoso acamado, ele deve permanecer sentado pelo menos 2 horas de manhã e 2 horas à tarde. Se não se conseguir sentar, durante o dia, mova-lhe os braços e as pernas para ativar a circulação, especialmente nas extremidades.

O ideal é que possa mudar de posição a cada duas horas. Para isso, levante o idoso em vez de arrastá-lo, pois a fricção da pele com o lençol também pode causar úlceras de pressão.

Quando está deitado, incentive-o a fazer exercícios de alongamento. Movimentar as articulações também previne úlceras de pressão e rigidez muscular. Estimule o idoso a fazer o máximo que puder. Ajude quando ele não consegue realizar sozinho.

Os 7 produtos de apoio mais utilizados para prevenir úlceras de pressão no idoso acamado são:

Qual a melhor cama articulada para o idoso acamado?

Cama para idoso acamado

Passar longas horas acamado, muitas vezes com uma mobilidade reduzida, origina o enfraquecimento muscular e o aparecimento de complicações na coluna e articulações.

É por isso muito importante assegurar que a cama do idoso é confortável, mas acima de tudo adequada à sua condição. Ou seja, articulada elétrica de elevação, e com os materiais de apoio adequados.

A escolha do colchão é igualmente importante para que ofereça o máximo de conforto e o idoso possa ter um descanso saudável.

O recomendado é testar os colchões (existem os ortopédicos, espuma viscoelástica, pneumático preventivo de escaras, etc.) e verificar qual é o modelo mais adequado a variadas posições.

Deve analisar o seu conforto, a densidade, o amortecimento e acabamento, além de verificar se possui suportes de apoio para pescoço, pernas e costas, conforme a necessidade de quem o utilizará.

Como alimentar e hidratar o idoso acamado?

Alimentar e hidratar o idoso acamado

A alimentação da pessoa acamada deve ser feita no mesmo horário em que a pessoa estava habituada, mas deve ser adaptada de acordo com os seus problemas de saúde.

Os alimentos devem ser variados, energéticos, protéicos e vitamínicos, macios e fáceis de mastigar e engolir. Sopas, papas ou fruta esmagada são boas opções. O idoso deve fazer entre 5 a 6 refeições diárias, mantendo um intervalo de 3 horas entre elas, e ingerir cerca de 6 copos de água.

A maioria das pessoas acamadas ainda é capaz de mastigar os alimentos e, por isso, precisam apenas de ajuda para levar os alimentos à boca. No entanto, se a pessoa tiver uma sonda de alimentação é necessário ter alguns cuidados especiais na hora de alimentar.

Alimentação oral

alimentação oral do idoso acamado

Se o idoso não se conseguir alimentar sozinho, utilize uma colher, em vez de um garfo, para não causar ferimentos na boca. Se possível, mantenha-o sentado durante pelo menos 30 minutos após cada refeição, de forma a facilitar a digestão.

Uma vez que habitualmente existe alguma dificuldade para engolir, pode ser necessário adaptar a consistência da comida às capacidades de cada idoso. Por exemplo, caso a pessoa tenha dificuldade em engolir água sem se engasgar, uma boa dica é oferecer gelatina. Já quando a pessoa não consegue engolir alimentos sólidos, deve-se dar preferência para alimentos passados para que fiquem mais “líquidos”.

Mesmo se o idoso conseguir mastigar, não lhe ofereça pedaços de fruta ou carne muito grandes para evitar possíveis engasgos. Por fim, lembre-se de que a hidratação é tão importante quanto a alimentação, por isso, ofereça-lhe água e sumos.

Veja também: Alimentação para idosos: importância e como montar uma ementa saudável.

Alimentação por sonda

Alimentação por sonda idoso acamado

A sonda nasogástrica é um tubo fino e flexível, que é colocado desde o nariz até ao estômago, e que permite manter a alimentação e a administração de medicamentos em pessoas que não conseguem engolir ou alimentar-se normalmente.

A alimentação através da sonda é um processo relativamente simples, no entanto, é importante ter alguns cuidados para evitar que a sonda saia do lugar e impedir que a alimentação possa chegar nos pulmões, podendo causar uma pneumonia, por exemplo.

Antes de iniciar a técnica para alimentar por sonda nasogástrica é importante sentar a pessoa ou levantar as costas com uma almofada, para evitar que os alimentos voltem para a boca ou sejam aspirados para os pulmões.

Além da alimentação é muito importante lembrar de dar 4 a 6 copos de água por dia através da sonda, ou sempre que a pessoa estiver com sede.

Veja também: Importância da hidratação: benefícios e dicas para manter o corpo sempre hidratado.

Alimentação por PEG

A alimentação por PEG (gastrostomia endoscópica percutânea) permite a alimentação nos casos em que a via oral não pode ser utilizada. A PEG consiste na colocação de um pequeno tubo flexível, conhecido como sonda, desde a pele da barriga diretamente até ao estômago, para permitir a alimentação.

O plano alimentar destes doentes deve ser sempre orientado por um nutricionista para garantir que não existem carências de vitaminas e a comida deve ser sempre bem triturada. Também não deve conter pedaços muito grandes, sendo por isso recomendado coar a mistura antes de colocar na seringa.

Antes de alimentar a pessoa com sonda de gastrostomia é muito importante colocá-la sentada ou com a cabeceira da cama elevada, de forma a evitar que a comida suba do estômago para o esófago, provocando sensação de azia.

O local de inserção da PEG deve ser observado periodicamente por um profissional de saúde (médico ou enfermeiro).

esclerose múltiplia fisioterapia ao domicílio em portugal Agendar Serviço de Enfermagem ao Domicílio Enfermagem ao domicílio Agendar agora Agendar Serviço de Enfermagem ao Domicílio Enfermagem ao domicílio Agendar agora

Atividades para idosos acamados

atividades para idosos acamados

Para além dos cuidados físicos que o idoso acamado precisa é importante oferecer-lhe estímulos mentais, seja como forma de prevenir as demências, seja para as diminuir. Para além disso, é essencial que o idoso sinta a sua autoestima trabalhada e motivada, prevenindo o aparecimento de depressões.

Contudo, existe pouca margem quando o idoso está em grau avançado de demência ou inconsciente. No entanto, sempre que possível, permita que ele faça escolhas e que participe nas decisões do dia-a-dia, especialmente quando se trata de ocupar o tempo livre.

Assim, existem diversas formas de ocupar o tempo e manter o idoso distraído para prevenir a perda das capacidades sensoriais, motoras, cognitivas e psicossociais. Devem, por isso, ser desenvolvidas tarefas estimuladoras que beneficiem a sua capacidade funcional e diminuição do seu nível de dependência. Podem ser exemplo disso:

  • Leitura de trechos de livros, notícias de jornal ou revistas
  • Elaborar desenho, pintura ou escultura para estimular a criatividade
  • Desenvolver práticas de trabalhos manuais
  • Organizar trabalhos em tricô e croché
  • Criar atividades musicais
  • Manter uma boa conversa

Quais os exercícios indicados para o idoso acamado?

Exercícios para o idoso acamado

Além de garantir uma boa higiene, alimentação e cuidados para prevenir complicações, outro ponto importante ao cuidar de um idoso acamado é estimular o movimento das pernas e dos braços. Exercícios de fisioterapia, realizados diariamente, são ótimas alternativas para estimular a contração muscular e o movimento das articulações. Além disso, os exercícios são ótimos para estimular a circulação sanguínea e evitar o surgimento de escaras.

Alguns exemplos de movimentos que podem auxiliar um idoso acamado a fazer são os feitos com as pernas, os pés, os braços, as mãos e a cabeça.

Além dos exercícios físicos, é ainda importante que a pessoa acamada faça exercícios respiratórios, pois ajudam a manter o funcionamento dos músculos da respiração e garantem uma maior capacidade pulmonar, fazendo com que a pessoa respire melhor e tenha uma tosse mais eficaz, caso precise expelir catarro, por exemplo.

Os exercícios devem ser sempre realizados lentamente e respeitando os limites de cada pessoa. O ideal é que os exercícios sejam recomendados por um profissional de saúde, especialmente um fisioterapeuta.

esclerose múltiplia fisioterapia ao domicílio em portugal Agende uma sessão de fisioterapia ao domicilio em Portugal. Agendar agora Agende uma sessão de fisioterapia ao domicilio em Portugal. Agendar agora

Como cuidar da incontinência no idoso acamado?

Cuidar da incontinência do idoso acamado

Além de ser vital manter a higiene pessoal do idoso acamado através do banho também é extremamente importante lidar com as fezes e urina, para evitar acumulação de bactérias e desenvolvimento de infecções.

Incontinência urinária

A pessoa acamada urina, normalmente, entre 4 a 6 vezes por dia. Quando o idoso está consciente e é capaz de andar, o ideal é que peça para ir à casa de banho. Não sendo possível pode ser usada um urinol ou uma arrastadeira.

Há ainda os casos de idosos que não tendo qualquer mobilidade e não estando conscientes, utilizam a fralda que deve ser trocada sempre que esteja molhada ou suja, para prevenir assaduras ou feridas.

Incontinência fecal

Passar muitas horas deitado / sentado na mesma posição altera o funcionamento dos intestinos. É por isso que as fezes costumam ser mais secas e é frequente haver prisão de ventre. Assim, caso o idoso esteja sem evacuar por mais de 3 dias, estimule a zona abdominal com algumas massagens e faça-o beber água com mais frequência.

Habitualmente, a fralda de uma pessoa acamada deve ser verificada a cada 3 horas.

Algália

Algália idoso acamado

A necessidade de estar algaliado está reservada para os idosos com retenção urinária, com incontinência urinária ou aqueles que têm risco de adquirirem escaras, ou já as possuam na região que fica em contacto com a urina.

A algaliação aumenta o risco de infeção urinária uma vez que a algália é uma porta aberta para a entrada de microorganismos, como as bactérias. Por isso, a manipulação da sonda e do saco coletor de urina deve ser cuidadosa e com os devidos cuidados de higiene.

Após os cuidados de higiene deve fixar a algália para prevenir puxões da algália que poderão magoar e provocar traumatismos. No homem deverá ser fixa na região superior da coxa ou na região infra-abdominal, devendo ser mudada a fixação conforme o posicionamento, isto é, quando virado para o lado direito, a sonda é fixada à esquerda.

Na mulher, deverá ser fixada na face interna da coxa. A fixação deverá ser feita com adesivo, de preferência anti-alérgico.

Dispositivo urinário externo

Os dispositivos urinários, ou pen roses, são coletores de urina para os homens com uma cinta adesiva que cola na base do pénis. São indicados para homens com incontinência urinária que possuam risco de adquirirem feridas ou já as possuam na região que fica em contacto com a urina.

Quais a complicações que podem surgir num idoso acamado?

Complicações no idoso acamado

Seja por períodos mais ou menos prolongados, a imobilização pode ser uma experiência dolorosa para o idoso, que se ressente em vários aspectos da sua vida, desde logo na falta de autonomia e na possibilidade de desenvolver a síndrome do desuso.

Esta síndrome tem um impacto significativo em todos os sistemas do organismo e pode dar origem a complicações de saúde adicionais, como:

  • Depressões;
  • Agravamento de estados de demência;
  • Perda de massa muscular;
  • Enfraquecimento dos ossos;
  • Úlceras de pressão;
  • Congestão pulmonar;
  • Problemas de sono;
  • Perda de apetite.

Quando deve chamar o médico?

Quando chamar o médico para o idoso acamado

As visitas ao médico devem ser regulares e periódicas a fim de evitar urgências e emergências. Esta é uma dica que não serve apenas para os idosos acamados, mas nestes casos é sobremaneira importante. Além dos exames de rotina, é preciso ficar atento aos sinais do idoso e chamar imediatamente o médico no caso de apresentar:

  • Feridas na pele;
  • Febre acima de 38º;
  • Urina com sangue ou cheiro fétido;
  • Diarreia ou prisão de ventre durante mais de 3 dias;
  • Fezes com sangue;
  • Ausência de urina durante mais de 8 a 12 horas.

Os 12 produtos de apoio mais utilizados nos cuidados ao idoso acamado

Produtos de apoio para o idosso acamado

Conclusão

Conclusão médica idosa acamada

Cuidar de um idoso acamado não é tarefa fácil uma vez que exige muita dedicação, paciência e competência por parte de quem auxilia na execução das atividades básicas e instrumentais da vida diária do idoso.

Sejam cuidadores formais ou informais, o seu principal objetivo no tratamento da pessoa acamada é proporcionar-lhe conforto. Conforto que promova o bem-estar e o ajudem nas suas necessidades mais básicas.

De uma forma geral, os cuidados básicos com um idoso acamado incluem a prevenção de quedas, a limpeza do ambiente, a mudança de posição, o estímulo à movimentação, a higiene, a alimentação e o controlo da medicação. Todas estas tarefas requerem experiência ou conhecimento adquirido ao longo dos anos de cuidados.

Para além disso, é vital prevenir a perda das capacidades sensoriais, motoras, cognitivas e psicossociais que habitualmente estão associadas ao envelhecimento natural e que se reforçam em situação de acamado.

Por fim, importa ter noção que é essencial que devem ser feitas as tarefas “com o idoso acamado” e não “pelo idoso acamado”. Mesmo estando confinado ao leito, o idoso deve sentir-se útil e integrado nas atividades do quotidiano, garantindo-lhe assim a qualidade de vida (possível).

Nos centros Mais que Cuidar pode encontrar uma vasta gama de produtos de apoio para cuidados ao idoso acamado tais como, camas articuladas, colchões preventivos de escaras, produtos para incontinência, entre outros, que pode comprar ou alugar.

agende-uma-sessão-de-fisioterapia-ao-domicilio-em-portugal Veja a gama completa de ajudas técnicas e de produtos de apoio para aluguer em Portugal Ver agora Veja a gama completa de ajudas técnicas e de produtos de apoio para aluguer em Portugal Ver agora

Pode encontrar também serviços especializados nos cuidados de saúde domiciliários como a enfermagem, o apoio domiciliário, a fisioterapia, a terapia da fala e o médico de medicina física e de reabilitação que podem dar um contributo importante na qualidade de vida do idoso acamado.

esclerose múltiplia fisioterapia ao domicílio em portugal Agende uma sessão de fisioterapia ao domicilio em Portugal. Agendar agora Agende uma sessão de fisioterapia ao domicilio em Portugal. Agendar agora

Juntos Cuidamos Melhor!

Referências

  • Livro Cuidar de Idosos com Dependência Física e Mental de Carlos Sequeira da editora Lidel, 2018.
  • Livro «Do Hospital para Casa» de Ana Catarina Ribeiro, Ana Isabel Temudo e Diana Maia da editora Oficina do Livro.

*Atenção: O Blog Mais que Cuidar é um espaço informativo, de divulgação e educação sobre temas relacionados com saúde e bem-estar, não devendo ser utilizado como substituto ao diagnóstico médico ou tratamento sem antes consultar um profissional de saúde.

O que achou deste artigo? Foi útil? Deixe o seu comentário

Central de Atendimento

como podemos ajudar?
Apoio via Whattsapp
Entre em contato
através do Whattsapp.
ABRIR WHATTSAPP
Apoio por Telefone
Contacte-nos todos os dias
úteis entre 10h às 19h e aos
Sábados das 10h às 13h
Lojas de Ortopedia e Geriatria em Portugal
Procuramos estar cada vez mais perto de si.
Venha conhecer-nos! Juntos Cuidamos Melhor.
Porto
Porto
Estrada da Circunvalação 14688
4450-097 Matosinhos
T. 224 054 146
Lisboa
Lisboa
Rua Manuel Martins da Hora, 2
1750-172 Lisboa
T. 210 402 220
Almada
Almada
Rua do Regil 21A
2805-234
Almada
T. 210 402 248
Faro
Faro
Estrada Municipal 514
Zona Ind. da Barracha, Lote 11
8150-017 São Brás de Alportel
T. 289 824 225
4 stars