Compressas quentes ou frias podem ajudar a aliviar a dor causada pela artrose?

Idosa com dor no joelho

Compressas quentes ou frias podem ajudar a aliviar a dor causada pela artrose?

Está com dores nas articulações das mãos, dos joelhos, do fêmur ou da coluna? Preste atenção, pois estas são as regiões mais atingidas pela artrose. Também chamada de osteoartrite, é a doença reumática mais comum, com 80 a 90% das pessoas apresentando sinais a partir dos 40 anos.

Regiões do corpo mais sensíveis à artrose

Na coluna, as cartilagens e os ossos comprometidos pela doença podem reduzir a mobilidade do corpo no dia a dia. Na região coxo-femural, as dores e o vermelhão são mais sentidos na virilha, mas irradiam também para a nádegas e também para os joelhos.

No entanto, as dores não são os únicos sintomas causados pela artrose, como explica a ortoprotésica Marta Moreira: «A artrose pode provocar a deformidade das articulações, engrossando e deformando. Ela afeta todas as articulações do corpo, mas as mais visíveis são as dos joelhos, mãos e pés.»

Como diminuir as dores?

Para aliviar a dor, os doentes podem utilizar a terapia do frio-calor usando compressas de água fria ou quente. «Eu prefiro o tratamento com gelo porque a analgesia é melhor. No entanto, nas pessoas idosas, devido ao desconforto do frio, é possível usar o calor para alívio dos sintomas», explica Marta Moreira. Desde que recomendados por um médico, analgésicos e anti-inflamatórios podem ser eficientes, num curto período de tempo. Além disso, estudos recentes demonstram que o uso de glicosamina e condroitina, de forma continua, podem melhorar as dores e retardam a evolução da doença.

A ortoprotésica afirma que a prática recorrente de exercício físico, como caminhada, a natação ou pilates, não pegar em pesos e usar calçado apropriado para andar são comportamentos muito importantes, assim como o uso de ortóteses, como uma bengala como suporte.

 

Marta Moreira é ortoprotésica licenciada pela Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa e exerce funções na Mais que Cuidar.

 

Deixar comentário

O seu email não será publicado.