Linha de apoio ao cliente, 210 819 755

Artrose (Osteoartrite): O que é, Sintomas e Tratamentos

artrose osteoartrite o que é sintomas tratamentos

A artrose (também chamada de osteoartrose ou osteoartrite), e a artrite, são doenças reumáticas geralmente associadas ao envelhecimento, mas também podem atingir jovens e adultos. 

Descubra o que fazer caso sinta dor nas articulações das mãos, da coluna, joelhos ou ancas (quadris).

Segundo a OMS (Organização Mundial de Saúde), 9,6% dos homens e 18% das mulheres com idade superior a 60 anos sofrem com o problema. Cerca de 80% das pessoas com artrose têm limitações de movimento e 25% não podem realizar as principais atividades da vida diária, como subir escadas, levantar e segurar objetos, caminhar e conduzir.

A população mundial está a envelhecer. De acordo com a ONU (Organização das Nações Unidas), até 2050, a quantidade de idosos vai duplicar no mundo. Entre as consequências do envelhecimento da população, está o aumento de doenças degenerativas do corpo, como a artrose (osteoartrose).

O que é a artrose? Quais são as suas principais causas, sintomas e tratamentos? Fique a saber tudo através deste guia completo que desenvolvemos para si.

Veja abaixo os tópicos que serão abordados neste artigo:

O que é artrose (osteoartrite)?

o que é artrose osteoartrite

A artrose é uma doença reumática muito comum, que atinge cerca de meio milhão de portugueses, e que se traduz num processo degenerativo da cartilagem articular e do osso que está imediatamente por baixo.

A cartilagem articular é uma camada de tecido conjuntivo especializado com uma espessura que varia entre 1 e 5 mm, que contorna a superfície do osso na zona articular e tem por funções facilitar o deslizamento e amortecer os choques a que a articulação está sujeita.
Assim, a destruição da cartilagem articular que ocorre na osteoartrose vai provocar o desgaste das articulações, podendo provocar rigidez, deformação e dor da articulação, com limitação dos movimentos.

Tipos de artrose

tipos artrose primária idiopática secundária

A artrose é uma doença que pode ser classificada de duas formas: primária e secundária. A principal diferença entre elas é a causa desencadeante.

Artrose primária ou idiopática

Atinge principalmente idosos, devido ao desgaste da cartilagem ou pelo envelhecimento natural. Esse processo degenerativo faz com que a cartilagem perca progressivamente a sua superfície lisa, causando atrito entre os ossos e consequentemente, causando dor.

Artrose secundária

Consequência de outra doença ou condição clínica, entre as quais: traumatismos nas articulações, obesidade, gota, distúrbios hormonais ou diabetes. Este tipo de artrose pode surgir em adultos, crianças e idosos.

Diferença entre artrose e artrite

diferença artrite e artrose

Muitas pessoas confundem artrite com artrose. Apesar de ambas serem doenças reumáticas inflamatórias que atingem as articulações do corpo (daí a confusão), elas têm características bem diferentes.

A artrite reumatóide é mais prevalente em pessoas com idades entre os 35 e os 50 anos, enquanto a artrose, também chamada de osteoartrite, aparece quando a idade já está mais avançada, por volta dos 70 anos. Ambas afetam mais as mulheres.

No caso da artrite reumatóide, a doente sofre de uma doença auto-imune. Isso significa que o organismo começa a produzir anticorpos para combater o próprio tecido que envolve as articulações. Isto gera um processo de inflamação generalizada.

qual diferença artrite e artrose

Já a artrose é um processo natural do corpo que está relacionado com o envelhecimento, embora alguns fatores de risco podem acelerar o processo de degeneração das articulações: o sedentarismo e o excesso de peso sobrecarregam as articulações e aumentam a hipótese de desenvolver artrose nos joelhos e na coluna, por exemplo.

Uma das lesões mais comuns provocadas pela artrose é conhecida como «bico-de-papagaio». Ela surge devido ao crescimento anormal do tecido ósseo em redor de uma articulação da coluna vertebral.

Os tratamentos para as duas doenças são diferentes. Enquanto que para a artrose não há um medicamento que impeça a sua evolução, para a artrite reumatóide, surgiram diversas alternativas medicamentosas nos últimos anos.

Os medicamentos são capazes de alterar a maneira como o organismo “ataca” as articulações. Quanto mais cedo a artrite reumatóide for diagnosticada, melhor será o tratamento. Hoje já existem casos de desaparecimento dos sintomas.

coluna vertebral idoso bico de papagaio

Na tabela seguinte, apresentamos as principais diferenças nos sintomas e no tratamentos destas doenças reumáticas:

Artrite Reumatóide

Artrose

As inflamações surgem a maior parte das vezes em pequenas articulações, como as mãos, punhos, pés e tornozelos.Costumam ser generalizadas, ou seja, acontecem todas de uma só vez.

As inflamações costumam aparecer em outras cartilagens, como as do joelho, anca e da coluna.Costumam acontecer uma de cada vez, ou seja, o doente tem artrose no joelho ou na coluna.



As dores provocadas pela inflamação são mais fortes enquanto a pessoa está em repouso, como por exemplo, quando acaba de acordar. À medida que se vai movimentando, a dor alivia.


As dores são mais fortes enquanto a pessoa está em movimento, pois a locomoção força os ossos contra a cartilagem deteriorada. As dores aliviam com o repouso.




O tratamento é feito com medicamentos que controlam a ação auto-imune do corpo.




O tratamento é feito com indicação de exercícios físicos para fortalecer a musculatura em redor da cartilagem e diminuir o excesso de peso sobre ela. Nos casos em que a degeneração é grande, há a necessidade de fazer uma cirurgia na qual a cartilagem desgastada pode ser substituída por uma prótese.

Quais as articulações mais afetadas pela Artrose?

articulações mais afetadas pela artrose

A osteoartrite é uma doença que também pode ser classificada de acordo com as articulações atingidas. Pode atingir apenas uma ou manifestar-se em várias ao mesmo tempo. Quando afeta até três grupos de articulações, denomina-se artrose localizada. Com três ou mais grupos é chamada de artrose generalizada.

Normalmente, as zonas mais atingidas pela osteoartrose são a anca e os joelhos.

Artrose na anca

artrose anca sintomas coxartrose quadris

A artrose na anca (ou quadril) também chamada de coxartrose, é um desgaste da articulação que provoca sintomas como dor localizada na anca, que surge principalmente durante o dia e ao andar ou permanecer sentado durante muito tempo.

Esta doença causa degeneração das cartilagens da anca que é uma região que sustenta boa parte do peso do corpo e que está sempre em movimento e, geralmente. atinge pessoas acima dos 45 anos, mas também pode atingir pessoas mais jovens, principalmente no caso de atletas que utilizam muito a articulação.

Os sintomas mais comuns da artrose da anca incluem:

  • Sensação de dormência ou formigueiro nas pernas
  • Dificuldade em movimentar a perna pela manhã
  • Sensação de areia ao mexer a articulação
  • Dor tipo queimadura na barriga da perna
  • Dor na anca que agrava ao andar, ficar sentado muito tempo ou deitar de lado sobre a articulação afetada
  • A dor pode ir da anca até o joelho na parte interna da perna
  • Andar a coxear necessitando de bengala para apoiar melhor o peso do corpo

Como a bengala pode ser uma ajuda no tratamento da artrose?

coxartrose osteoartrose em idosos

A coxartrose é causada pelo desgaste da articulação da anca, geralmente em pessoas geneticamente predispostas, que acontece com a idade avançada. No entanto, também pode surgir em jovens, devido a traumatismos locais causados por desportos, como a corrida de longas distâncias, o futebol de alta competição e o levantamento de peso, por exemplo.

Nestes casos, a cabeça do fémur que encaixa perfeitamente no acetábulo da anca deixa de ficar completamente encaixada. A superfície articular fica irregular e áspera, e dá origem a osteófitos, o que causa dor e diminuição da capacidade de movimentação.

Algumas situações que favorecem a instalação da osteoartrose da anca são:

  • Espondilite anquilosante
  • Diabetes
  • Artrite reumatóide
  • Artrite séptica
  • Traumatismo no local ou traumatismo de repetição (exemplo corrida)
  • Displasia da anca

Assim, é importante manter estas situações controladas para conseguir eliminar a dor e evitar a progressão da artrose.

Artrose no joelho (Gonartrose)

artrose no joelho gonartrose sintomas

A artrose no joelho ou gonartrose é um comprometimento crónico grave desta articulação, onde surge degeneração, inflamação e limitação do joelho. 

Como podemos ver na imagem acima, vai havendo uma degradação progressiva da cartilagem da articulação do joelho, até ficar completamente danificada.

Sintomas da gonartrose

 Os principais sintomas da artrose no joelho são:

  • Inchaço e calor no joelho normalmente na fase inflamatória;
  • Dor no joelho após esforços que melhora com o repouso;
  • Rigidez do joelho ao levantar-se da cama de manhã e após longos períodos de repouso que melhora após 30 minutos;
  • Dificuldade em apoiar a perna no chão;
  • Músculos da coxa mais fracos e mais atrofiados;
  • Movimentos mais limitados, especialmente ao esticar o joelho totalmente;
  • Sensação de aumento do tamanho do joelho devido ao crescimento dos ossos em redor do joelho;
  • Presença de estalos ao movimento ou “crepitações”.

Nas situações de artrose no joelho, é comum que os dois joelhos sejam atingidos, mas os seus sintomas podem ser diferentes de um para o outro e isso deve-se ao grau de comprometimento de cada articulação.

Com o passar do tempo, é natural que a artrose vá piorando e, por isso, podem começar a aparecer sintomas mais graves como deformidades da articulação e muitas dores, que fazem com que o doente tenha dificuldade para andar e maior tendência para coxear.

artrose joelho foto
Foto de joelho com artrose

Causas da artrose no joelho

As principais causas da artrose no joelho podem ser:

  • Traumatismo direto, como cair de joelhos, por exemplo
  • Obesidade grave
  • Desgaste natural da articulação, que ocorre devido à idade
  • Doença inflamatória associada ao uso indevido da articulação

Este problema afeta sobretudo pessoas com mais de 45 anos, mas se a pessoa estiver muito acima do peso ou tiver alguns destes fatores de risco, por exemplo, pode desenvolver uma artrose ainda jovem, por volta dos 30 anos de idade.

Tratamento da artrose no joelho

O tratamento para a artrose no joelho pode ser feito com medicamentos analgésicos, anti-inflamatórios e suplementos alimentares que ajudam na restauração da articulação. Além disso, é importante fazer fisioterapia e, nos casos mais graves, pode ser necessário a infiltração com corticóides ou até mesmo cirurgia, que pode ser uma artroscopia, por exemplo. 
O médico também poderá prescrever a utilização de ortóteses para o joelho e numa fase avançada da doença ou na fase de recuperação de cirurgia ao joelho pode ser adequado o uso de muletas, andarilho, cadeira de rodas, poltrona de repouso e de cama articulada elétrica (que facilite a entrada e saída da cama).

Poderá também ser necessário algumas adaptações em casa ao nivel de casa de banho de forma a melhorar a mobilidade, o conforto e a segurança do doente. Desta forma, pode ser necessário um alteador de sanita para ajudar a sentar e a levantar, uma barra de apoio na parede da banheira ou poliban, uma cadeira especial para tomar banho na banheira ou um banco especial para banho no poliban.
Para pessoas que tenham a necessidade de fazer grandes deslocações no exterior, pode ser indicado a utilização de uma cadeira de rodas elétrica ou uma scooter de mobilidade.

Artrose nas mãos

artrose nas mãos sintomas

A artrose nas mãos é referente ao desgaste das articulações das mãos que danifica as cartilagens, e assim, aumenta o atrito entre os ossos da mão, levando a sintomas como dor, dificuldade em realizar movimentos simples e, nos casos mais avançados, formação de nódulos no meio dos dedos (nódulos de Bouchard) e nódulos no final dos dedos (nódulos de Heberden).

A artrose pode ser bastante limitante, sobretudo quando atinge as duas mãos, e é mais comum em idosos e em mulheres na menopausa, devido ao envelhecimento da cartilagem, e em pessoas que têm atividades diárias que utilizam constantemente as articulações das mãos, como o trabalho doméstico por exemplo.

Sintomas da artrose nas mãos

Os principais sintomas da artrose nas mãos são:

  • Inchaço nos dedos;
  • Dificuldade em realizar movimentos simples, como pegar num objeto ou escrever, por exemplo;
  • Dor na mão, que na fase inicial da doença pode ser mais intensa ao acordar e diminuir ao longo do dia, no entanto, com a evolução da doença, a dor pode ocorrer o dia todo;
  • Rigidez nas articulações das mãos;
  • Formigueiro das mãos, mesmo em repouso.
  • Formação de nódulos nas articulações, como o nódulo de Heberden, que é formado na articulação final dos dedos, e o nódulo de Bouchard, que é formado na articulação do meio dos dedos.
artrose jovem dor articulações mãos

Causas da artrose nas mãos

As causas da artrose nas mãos estão relacionadas principalmente com esforços repetitivos, sendo mais comum surgir em pessoas que utilizam muito a articulação das mãos, como pedreiros, cabeleireiras e pessoas que realizam trabalhos domésticos.

Além disso, doenças inflamatórias ou auto-imunes, como o lúpus eritematoso sistémico e a artrite reumatóide, e doenças genéticas podem favorecer a rigidez das articulações das mãos, resultando em artrose.

Diagnóstico da artrose nas mãos

O diagnóstico da artrose das mãos é habitualmente feito pelo ortopedista ou reumatologista baseado principalmente nos sintomas descritos pelo doente, além de avaliar a presença de nódulos de Heberden ou de Bouchard, que são comuns nos casos mais avançados. Pode ser solicitado também pelo médico a realização de raio-X ou ressonância magnética para verificar o grau de desgaste da articulação e, assim, confirmar o diagnóstico.

Tratamento da artrose nas mãos

É feito tendo em conta os sintomas apresentados pelo doente, podendo ser indicado medicamentos para aliviar as dores e o inchaço e sessões de terapia ocupacional ou fisioterapia para melhorar a mobilidade da articulação, reduzir os sintomas e possibilitar a realização das atividades de vida diária.
Em casos mais graves, pode ser indicado pelo médico, a realização de cirurgia, apenas quando os medicamentos e a fisioterapia não são suficientes. As pessoas com artrose grave das mãos podem ter grande dificuldade nesta fase, em conseguir realizar as tarefas do dia-a-dia, como a sua higiene pessoal, vestir-se, cozinhar, limpar a casa. Pode ser adequado, o suporte do serviço de apoio domiciliário.

Artrose na coluna

artrose coluna espondilose espondiloartrose sintomas

A artrose na coluna, conhecida como espondilose ou espondiloartrose, é o desgaste da cartilagem das articulações da coluna, que provocam sintomas como dor e dificuldade nos movimentos das costas. O desgaste pode surgir em qualquer região da coluna, sendo mais comum nas regiões cervical e lombar.

Principais sinais e sintomas da espondiloartrose

  • Limitação dos movimentos da coluna devido à dor nas articulações;
  • Dor na coluna que agrava com o movimento;
  • Pode haver sensação de formigueiro ou de dormência no pescoço ou nos braços, quando há artrose cervical;
  • Pode haver sensação de formigueiro ou de dormência nas pernas, quando há artrose lombar;
  • Podem formar-se «bicos de papagaio»  que consiste na formação de pequenas saliências nos ossos (osteófitos) que apertam os nervos que passam na região, como o nervo ciático, provocando dor muito intensa, limitação de movimentos e diminuição da força muscular.
  • A compressão dos discos da cartilagem da coluna (chamados discos intervertebrais), pode causar o seu abaulamento para fora da coluna, podendo dar origem à hérnia discal.

Causas da artrose na coluna

A artrose na coluna (espondilose) pode estar relacionada com a existência de fatores genéticos e hereditários, no entanto, existe um maior risco nas seguintes situações:

  • Excesso ou sobrecarga de exercício físico:
  • Desgaste natural das articulações da coluna devido à idade;
  • Traumatismos ou acidentes na coluna;
  • Movimentos repetitivos e errados, como carregar objetos muito pesados na posição errada.

Diagnóstico da artrose na coluna

É feito através do exame físico realizado pelo médico e a partir dos sintomas apresentados, em conjunto com exames de imagem como o raio-x da coluna. Em alguns casos, pode ser necessário a realização de uma ressonância magnética da coluna, para identificar alterações como hérnia discal ou pequenas deformidades não identificáveis pelo raio-x.7

artrose diagnóstico raio x

Tratamento da artrose na coluna

A espondilose não tem cura, mas o seu tratamento correto é muito importante para controlar os sintomas e melhorar a qualidade de vida da pessoa, como:

  • Analgésicos e Anti-inflamatórios;
  • Anestésico e corticóides injetáveis, chamados de infiltrações ou bloqueios, são injetados dentro da articulação para um melhor controle local da dor, em casos de controle difícil;
  • Opióides, que são analgésicos mais potentes, como a Codeína, o Tramadol ou a Morfina, em situações de dor intensa.
  • Sulfato de Glucosamina ou Condroitina, que são suplementos alimentares que podem auxiliar na regeneração das cartilagens.

Estes tratamentos com medicamentos podem ser realizados em períodos em que surgem os sintomas, ou podem ser feitos de forma contínua em pessoas com sintomas persistentes, e devem ser orientados e prescritos pelo médico de família, ortopedista ou reumatologista. 

O médico também poderá recomendar e prescrever o uso de ortóteses para a coluna, uma cama articulada elétrica e um colchão ortopédico para proporcionar mais conforto e melhor posicionamento.

Alguns exemplos de ortóteses para a coluna em casos de espondiloartrose:

colete rígico torácico-lombo-sacro artrose coluna
Colete rígido torácico-lombo-sacro
cinta dorsolombar semi rígida forte artrose coluna
Cinta dorsolombar semi-rigida forte
faixa elástica semi rígida sacrolombar artrose coluna
 Faixa elástica semi-rigida sacrolombar

Ortóteses: quais os tipos e para que servem? Consulte o guia completo

As cirurgias da coluna são indicadas pelo ortopedista ou neurocirurgião apenas em alguns casos, em que não houve melhoria dos sintomas com os tratamentos anteriores. Os procedimentos cirúrgicos incluem a radiofrequência e a cirurgia convencional .

A fisioterapia é um tratamento muito importante para quem tem artrose da coluna, pois os exercícios e tratamentos realizados pelo fisioterapeuta ajudam a diminuir a inflamação, fortalecer a musculatura e alinhar as articulações de forma a exista menos sobrecarga e dor na coluna.

A prática de exercício físico também é importante para tonificar os músculos e manter a estabilidade das articulações. Os exercícios físicos mais recomendados são a natação e a hidroginástica porque as atividades na água trabalham os músculos com o menor impacto para as articulações.

Artrose na cervical

artrose osteoartrose coluna cervical

É caracterizada pelo desgaste das articulações da coluna cervical e também está relacionada com o processo de envelhecimento ou com o uso excessivo dessas articulações. Em alguns casos, pode causar a limitação dos movimentos do pescoço.

Artrose interapofisária

artrose interapofisária osteoartrose coluna sintomas

As facetas interapofisárias estão presentes na parte posterior das vértebras e são responsáveis pela articulação de uma vértebra com as suas vértebras adjacentes (superior e inferior).

Estas articulações trabalham juntamente como os discos intervertebrais para formar uma unidade funcional, permitindo o movimento da coluna vertebral e dando estabilidade a esta estrutura através dos seus ligamentos.

A osteoartrose interapofisária é a degeneração destas articulações presentes na região cervical.

O diagnóstico é realizado através da história clínica e pelos sintomas apresentados pelo doente, em conjunto com exames complementares de raio-x, ressonância magnética e TAC.

As causas associadas à artrose interapofisárias são:

  • Sobrecarga das articulações
  • Sedentarismo
  • Má postura
  • Obesidade
  • Envelhecimento
  • Fatores genéticos

Os sintomas mais comuns são:

  • Rigidez no pescoço
  • Dor na região que pode irradiar para outros locais
  • Dificuldade em movimentar o pescoço

O tratamento engloba:

  • O uso de analgésicos e anti-inflamatórios
  • Alimentação equilibrada
  • Exercício físico leve e regular
  • Reeducação postural
  • Tratamentos de fisioterapia, osteopatia e acupuntura.
  • Ortóteses para a região cervical, colchão ortopédico e almofada anatómica.

Artrose no ombro

artrose ombro acrómio-clavicular sintomas

A artrose no ombro (também chamada de artrose acrómio-clavicular) corresponde à degeneração da articulação do ombro quando se realiza determinados movimentos e que aumenta com o passar dos anos ou se intensifica durante os movimentos dos braços.

A artrose no ombro pode surgir devido a fatores genéticos ou à realização de movimentos repetitivos ou de alto impacto, por exemplo. O diagnóstico é feito através de exames de imagem, como o raio-x, além da avaliação física.

Os sintomas da artrose no ombro incluem:

  • Dificuldade em realizar qualquer movimento com o ombro
  • Sensação de areia na articulação do ombro
  • Dor e inchaço no ombro
  • Estalidos no ombro durante os movimentos

Frequentemente esta lesão ocorre ao mesmo tempo que outras, como a tendinite ou bursite, por exemplo.

artrose ombro acrómio-clavicular causas

A artrose no ombro pode ser causada por:

  • Artrite reumatóide crónica
  • Movimentos repetidos ou de grande impacto
  • Traumatismo direto ou indireto como cair e apoiar-se com a mão no chão
  • Degeneração da articulação devido à idade ou ao tipo de atividade profissional que a pessoa possui.

O diagnóstico da artrose no ombro é feito através da análise do exame de raio-x, que mostra a diminuição do espaço intra-articular e o desgaste da cabeça do úmero, e do exame físico onde se observam os sintomas referentes à doença.
O tratamento é feito com a utilização de medicamentos para aliviar a dor, que devem ser recomendados pelo ortopedista, e sessões de fisioterapia para melhorar a mobilidade do ombro. O tratamento normalmente é demorado e, dependendo do caso, pode ser necessário cirurgia.

Artrose nos pés

artrose dedos pés sintomas

O conjunto de ossos que formam os pés são responsáveis pelo equilíbrio estático e dinâmico. O dedo grande do pé tem duas articulações, enquanto nos outros dedos há três em cada. Na imagem acima, podemos visualizar a evolução da artrose nas articulações dos dedos dos pés e as consequentes deformações.

A causa mais comum do aparecimento de artrose nos dedos dos pés é o uso contínuo de sapatos apertados ou salto alto. Outras causas são a artrite reumatóide, lesões neurológicas ou de nascença.

É o aumento da pressão na região das articulações dos dedos dos pés que acaba por provocar deformidades graves como o hálux valgo (joanete), garra ou dedo em martelo. A prática de ballet e de alguns desportos também podem ser causas de osteoartrose nos pés.

Uma das primeiras medidas no tratamento da artrose nos dedos do pés é o uso de calçado confortável e capaz de controlar a pressão exercida nos dedos dos pés pelos sapatos.

Pode ser necessária a utilização de ortóteses e palmilhas para estabilização e suporte da articulação do pé e o uso de protetores de silicone pode ajudar a manter o alinhamento dos dedos e impedir que eles se deformem.

Quais são os tipos de ortóteses e para que servem? Consulte o guia completo  

Produtos de apoio na mobilidade e que proporcionem o alívio da sobrecarga nas articulações, como muletas, andarilhos, bengalas e cadeiras de rodas podem ser muito úteis.

Podem ser administrados medicamentos anti-inflamatórios e analgésicos para diminuir as dores, em especial quando estão na fase aguda. A fisioterapia é indicada para estimular o fortalecimento muscular e melhorar a mobilidade. 

Em casos de difícil controle podem ser realizadas cirurgias corretivas, que geralmente consistem em ressecções ósseas ou da própria articulação (artrodeses).

Artrose no tornozelo

artrose tornozelo sintomas

A artrose do tornozelo é uma doença diferente das outras artroses dos membros inferiores. Tem como causa principal o trauma da articulação, em especial as fraturas do maléolo, a instabilidade crónica do tornozelo e as fraturas distais da tíbia.

Atinge jovens numa faixa etária produtiva, o que resulta em altos custos pessoais e sociais relacionados com o tratamento direto desta doença, que habitualmente é prolongado.

O tratamento engloba a utilização de ortóteses e palmilhas com o objetivo de manterem a articulação do tornozelo numa posição neutra durante a marcha. Algumas ortóteses também limitam a mobilidade do tornozelo e assim reduzem a instabilidade articular e a sobrecarga sobre a cartilagem lesada.

Consulte o guia completo de Ortóteses
Em casos de osteoartrose do tornozelo leve e moderada, a fisioterapia pode ajudar na preservação da amplitude do movimento e aumentar a estabilidade da articulação através do fortalecimento muscular.

Quais são os sintomas mais comuns da artrose?

Dor

artrose sintomas dor articulações

Devido ao desgaste da cartilagem ou ausência da mesma, qualquer tipo de movimento pode causar atrito entre os ossos. Isso gera inflamação local que provoca dor.

A dor da artrose habitualmente piora com o frio e ao longo do dia, com os movimentos e esforços físicos. Com o repouso, a dor costuma aliviar.

Embora a dor se manifeste quase sempre na articulação lesada, em alguns casos de artrose da anca, a dor pode ser sentida na virilha e irradiar para o joelho.

Nas artroses da coluna que atingem a coluna lombar, a dor pode irradiar para as pernas, enquanto que nas artroses da coluna cervical, a dor pode irradiar para os membros superiores, cabeça e tórax.

Normalmente, as dores não surgem durante a noite e não costumam interferir com a qualidade do sono. No entanto, em casos muito avançados de artrose, principalmente nos joelhos e anca, a dor também pode ocorrer durante a noite.

Rigidez das articulações

osteoartrite sintomas rigidez articulações idosos

É habitual a rigidez das articulações afetadas logo após a um período de inatividade, como por exemplo, o sono. Desta forma, a rigidez articular é bastante frequente de manhã, logo após o acordar, justamente devido ao grande período de tempo em que se ficou sem movimentos.

Limitação de movimentos

osteoartrite sintomas limitação movimentos idosa

A limitação de movimentos pode aparecer precocemente, ao contrário do que acontece com as deformações que, por norma, são tardias.

A limitação de movimentos pode provocar uma grande incapacidade nos doentes com artrose. Desta forma, os doentes com artrose nos ombros podem ter grande dificuldade em vestirem-se e alimentarem-se, por exemplo. 

Por outro lado, as artroses dos membros inferiores podem dificultar a marcha e tornar difíceis ou mesmo impossíveis certas atividades como, por exemplo, calçar os sapatos.

Inchaço nas articulações

artrose sintomas inchaço articulações

Um sintoma característico da artrose é o inchaço decorrente da inflamação. As células acumuladas na cartilagem acabam por causar uma distensão local e consequentemente, surge o inchaço.

Deformações das articulações

artrose deformação articulações joelhos foto

As cartilagens atingidas pela artrose sofrem degeneração, alterando o encaixe dos ossos que deixa as articulações mais instáveis. Como consequência, alguns membros, como os dedos das mãos ou os joelhos podem ficar deformados.

Limitações funcionais

artrose sintomas limitações funcionais idoso

Ao contrário do que acontece com as doenças reumáticas inflamatórias, as artroses são localizadas apenas nas articulações, não atingem os órgãos internos e não são acompanhadas de outros sintomas como a febre, o emagrecimento, o cansaço fácil e a falta de apetite.

Com a evolução da doença, a cartilagem fica desgastada, cada vez mais fina e, gradualmente acaba por ficar destruída. A dor vai-se agravando e os movimentos vão ficando cada vez mais comprometidos.

A dor impede a mobilidade, pelo que surge atrofia dos músculos. No final a articulação fica incapaz de fazer a sua função e sem cartilagem. Os doentes ficam cada vez mais limitados nas suas atividades de vida diárias até ao ponto, de não conseguirem mover a articulação, sem grande esforço ou dores muito fortes.

Quais são as causas mais comuns da artrose?

artrose causas mais comuns osteoartrite

A artrose atinge predominantemente pessoas idosas e do sexo feminino. Além disso, algumas condições físicas podem desencadear o desenvolvimento desta doença, nomeadamente:

Idade avançada

artrose idosos causas osteoartrite

A artrose é muito comum após os 60 anos de idade, isto porque a articulação já sofreu um desgaste natural que, como consequência, apresenta-se na forma de artrose.

Alinhamento das articulações

artrose congénita acidente causas joelho

O deficiente alinhamento de duas superfícies articulares, seja ele de causa congénita (malformações, displasias, sub-luxações) ou adquirida (sequelas de fracturas, acidentes, sobrecarga), leva a que se gerem zonas de atrito, por falta de distribuição regular das cargas sobre essa superfície articular.

Certas zonas ficam assim mais expostas a sobrecargas e à degradação mais precoce da cartilagem e do osso. Ao nível dos joelhos, o desvio lateral dos topos ósseos articulares entre a tíbia e o fémur (em valgo ou em varo) aumentam três vezes o risco de desenvolvimento da osteoartrose.


O desalinhamento de uma articulação pode provocar ou agravar o desalinhamento de outras, dando-se como exemplo o valgismo do joelho, favorecido pelo aumento do perímetro da coxa, vai favorecer o valgismo do rectro-pé, o aplanamento do pé (pé chato) e o desvio em valgo no 1º dedo do pé (joanete), para além do aumento da lordose lombar e da sobrecarga articular.

Obesidade

artrose obesidade causas osteoartrite idosa

É um dos principais fatores de risco da artrose. Quanto mais tempo e quanto mais elevado for o excesso de peso, maior a possibilidade de vir a desenvolver artrose, dor e limitação funcional.

Doenças congénitas

artrose doença congénita causas osteoartrite

Existe um grupo de pessoas que nasce com malformação das articulações ou cartilagens, que pode gerar alterações na estruturas dos ossos. Estas pessoas precisam redobrar os cuidados, uma vez que este fator pode aumentar o risco de desenvolvimento da osteoartrite.

Atividade física de alto impacto

artrose atletas causas osteoartrite

A atividade desportiva de alta competição favorece o desenvolvimento da artrose, não só pelos traumatismos, mas também pelo excesso de uso das articulações, sendo frequente a artrose da anca e joelho nos futebolistas e nos jogadores de rugby e a artrose da anca nos dançarinos.

Atividade Profissional

artrose trabalho repetitivo causas osteoartrite

O trabalho repetitivo e o mau posicionamento continuado e prolongado a que obrigam certas profissões, são causa de artrose, igualmente por uso excessivo das articulações.

Alguns exemplos são: a artrose dos joelhos do trabalho de cócoras ou devido a flexões repetidas dos joelhos, a artrose das ancas do agricultor, a artrose das mãos do trabalhador manual (exemplo cabeleireiros) ou a artrose da coluna e joelhos do transportador de cargas.

Outras Causas da Artrose:

  • Hereditariedade
  • Distúrbios hormonais, como o hipertiroidismo
  • Diabetes
  • Doenças reumatológicas inflamatórias como por exemplo a gota

Qual é o melhor tratamento para artrose?

melhor tratamento para artrose osteoartrite

A artrose não tem cura, e o doente deve saber, mas o seu tratamento pode proporcionar a manutenção de uma vida completamente normal na maioria das situações. Os objetivos do tratamento da osteoartrose são:

  • Melhorar a capacidade funcional da pessoa, ou seja, aumentar a mobilidade das articulações atingidas
  • Evitar a atrofia dos músculos relacionados com as referidas articulações
  • Aliviar ou suprimir as dores
  • Impedir o agravamento de lesões já existentes

Prática regular de exercícios físicos de baixo impacto

hidroginástica artrose idosa tratamento

A prática de exercício físico ajuda a prevenir a perda ou a limitação do movimento das articulações, a atrofia e a fraqueza dos músculos e a instabilidade articular. Deve-se dar prioridade aos exercícios com menor grau de impacto nas articulações e voltados para o fortalecimento muscular, sempre acompanhado por profissionais da área e estando atento às limitações individuais.

Fazer alongamentos de forma adequada

artrose tratamento alongamento idosos

Os alongamentos são uma atividade física de baixo risco e impacto, ou seja, são altamente recomendados para pessoas com idade avançada, mesmo que estas tenham movimentos comprometidos por doenças reumáticas como a artrite e a artrose, por exemplo.

As vantagens dos alongamentos realizados com a ajuda de um profissional qualificado são:

  • Melhoram o equilíbrio;
  • Aumentam a força muscular;
  • Melhoram a coordenação motora;
  • Diminuem as dores e os desconfortos musculares;
  • Ativam a circulação sanguínea;
  • Facilitam o relaxamento muscular;
  • Melhoram a amplitude dos movimentos.

Controle de peso

artrose tratamento controle peso

Como vimos anteriormente, o excesso de peso está associado a um maior risco de desenvolvimento da artrose, principalmente nos joelhos. Estudos demonstraram que doentes com excesso de peso que perderam pelo menos 4,5 kg, diminuíram em 50% o risco de artrose nos joelhos.

Mesmo em doentes com excesso de peso ou obesidade que já tenham artrose, perder peso diminui a pressão sobre os joelhos e outras articulações, diminuindo a dor e melhorando a capacidade funcional.

Alimentação adequada

artrose tratamento alimentação saudável

A artrose pode provocar sintomas como dores locais e, em alguns casos, limitação de movimentos. No entanto, existem alguns nutrientes específicos que podem ajudar a aliviar esses sintomas. Entre eles podemos incluir:

Cenoura

cenoura dieta artrose tratamento osteoartrite

Atua na proteção das cartilagens das articulações, auxiliando no processo de diminuição da deterioração. Devido ao seu alto teor de minerais, a cenoura ajuda também na regeneração dos tecidos ósseos, controlando a inflamação e a dor local.

Citrinos

frutas cítricas dieta artrose tratamento osteoartrite

Fonte de vitamina C, as frutas cítricas são excelentes fontes de antioxidante. Além disso, têm proteoglicanos e colagénio, duas substâncias que ajudam a proteger as articulações. Entre as opção de frutas cítricas, podemos citar a laranja, a tangerina e o limão.

Peixe

peixe dieta artrose tratamento osteoartrite

É rico em ácidos graxos e omega 3, úteis no combate à inflamação dos tecidos. Por ser considerado uma proteína de alta qualidade, o peixe ajuda na proteção das cartilagens, reduzindo a evolução da deterioração. O salmão, o atum, a truta e o arenque são os peixes mais recomendados.

Pode ser adequado o apoio de um nutricionista de forma a prescrever uma dieta personalizada que tem por base evitar o excesso de calorias, como a ingestão de farinhas, massas, doces, chocolates e gorduras, isto porque as dietas hipercalóricas levam ao aumento de peso e à obesidade que podem sobrecarregar as articulações que suporta o peso do corpo, como os joelhos, a anca, a coluna e os pés.

Usar ortóteses conforme orientação médica

ortótese tratamento osteoartrite andarilho idosa

O médico poderá fazer a avaliação e a prescrição de ortóteses para melhorar a funcionalidade, dar suporte e reduzir a dor. A utilização de bengala, andarilho e muletas e de ortóteses como o colar cervical e as palmilhas ajudam a reduzir a sobrecarga nas articulações.

Ortóteses: Quais os tipos e para que servem? Confira

Tratamento caseiro para artrose

Chá de alecrim

chá de alecrim tratamento natural artrose

O alecrim possui propriedades que ajudam na restauração da articulação, sendo um ótimo complemento para o uso de medicamentos anti-inflamatórios e aliviando bastante os sintomas do reumatismo.

Ingredientes

  • 1 colher (de chá) de folhas verdes ou secas de alecrim 
  • 250 ml de água fervente

Modo de preparação

Adicionar as folhas de alecrim numa panela de água a ferver e deixar descansar durante 10 minutos. Depois, coar e beber o chá ainda morno, repetindo 2 a 4 vezes por dia.

Chá de salgueiro e ulmária

chá de salgueiro e ulmária remédio caseiro artrose

O chá de salgueiro e ulmária possui fortes propriedades anti-inflamatórias e analgésicas que ajudam a aliviar a dor de vários problemas nas articulações, como a artrose, artrite ou gota. Além disso, como a ulmária ajuda a baixar ligeiramente a temperatura corporal, o efeito pode ser sentido por mais tempo.

Ingredientes

  • 1 copo de água
  • 1 colher (de sopa) de cascas do tronco de salgueiro
  • 1 colher (de sopa) de ulmária

Modo de preparação

Colocar todos os ingredientes numa panela e deixar ferver durante, aproximadamente, 5 minutos. Colocar a tampa, deixar arrefecer e, quando estiver morno, coar e beber a seguir. Recomenda-se tomar 1 chávena de manhã e outra à noite.

Extrato de caroço de abacate

caroço abacate tratamento caseiro artrose

O extrato alcoólico do caroço de abacate é ótimo para combater as dores devido a artrose e reumatismo. Ele deve ser usado externamente, em forma de massagem sobre a zona afetada, sendo capaz de diminuir a dor e o inchaço porque contém duas citocinas pró-inflamatórias importantes na osteoartrite.

Ingredientes

  • 700 g de caroços de abacate ralados
  • 1,5 l de álcool etílico

Modo de preparação

Deixar os caroços de abacate secar ao sol, estando cobertos com um tecido fino para proteger das moscas, por exemplo, durante 3 a 5 dias. Depois quando o caroço estiver seco e com um tamanho menor, deve-se ralar o caroço usando um ralador de cozinha. Depois deve-se colocar o caroço ralado num recipiente de vidro juntamente com o álcool e fechar. A seguir deve-se manter o frasco fechado, dentro de um armário, em repouso durante 3 dias, mas é importante mexer o conteúdo 1 vez ao dia, todos os dias.

Depois deste período de descanso, o extrato alcoólico está pronto para ser filtrado e usado. Basta molhar uma gaze limpa com o extrato e colocar sobre a articulação afetada deixando atuar durante 15 a 20 minutos.

Compressa com linhaça

compressa com linhaça remédio natural artrose

Outra ótima opção de tratamento caseiro para o alívio da dor é usar uma compressa de linhaça.

Ingredientes

  • 1 copo de linhaça
  • 1 meia ou uma fronha de bebé

Modo de preparação

A solução consiste em colocar as sementes de linhaça dentro da meia ou da fronha e prender com um nó ou costurar. Basta aquecer no micro-ondas cerca de 2 minutos e depois colocar ainda morno sobre a articulação com artrose.

Cirurgia

cirurgia articular artrose osteotomia
  • Substituição da articulação: na cirurgia de substituição articular (prótese ou artroplastia), o médico cirurgião remove as superfícies articulares danificadas e substitui-as por uma prótese. O joelho e a anca são as articulações mais substituídas.
  • Realinhamento dos ossos: durante uma técnica cirúrgica denominada de osteotomia, o cirurgião realiza um corte no osso para realinhar o membro afetado. A osteotomia pode reduzir a dor articular.

Ortoprotésico

ortoprotésico tratamento artrose osteoartrite

Ajuda a fazer o estudo, a construção, aplicação e adaptação de ortóteses. Faz o ensino sobre adaptar a casa e o local de trabalho do doente com artrose de forma a promover a autonomia e a independência e controlar a dor e o desconforto. 

A sua intervenção inclui: o estudo e a adaptação de ajudas técnicas como, auxiliares de marcha, ortóteses para os membros superiores, ortóteses para o tronco, ortóteses para os membros inferiores e pés, cadeirões e sofás, cadeiras de rodas, camas hospitalares e colchões ortopédicos de conforto.

Fisioterapia

artrose tratamento fisioterapia idosa osteoartrite

O fisioterapeuta poderá criar ou seguir um plano de tratamento individualizado que pode ter por base os seguintes objetivos:

  • Diminuir a dor das articulações;
  • Evitar ou combater o derrame articular (líquido dentro das articulações);
  • Combater a sobrecarga das articulações;
  • Manter ou recuperar os movimentos das articulações
  • Aumentar a estabilidade das articulações
  • Aumentar a flexibilidade das estruturas retraídas
  • Manter ou aumentar a funcionalidade do doente

Terapia Ocupacional

tratamento osteoartrite terapia ocupacional idosa

Um terapeuta ocupacional pode ajudar a descobrir maneiras do doente realizar as tarefas do dia-a-dia ou fazer o seu trabalho sem forçar as articulações dolorosas. Pode fazer a recomendação e o ensino sobre a utilização de produtos de apoio e as adaptações em casa necessárias de forma a promover o maior conforto e evitar o esforço e a dor nas articulações.

Enfermeiro de reabilitação

artrose tratamento enfermagem reabilitação idoso

Ajuda na reabilitação motora e no treino de atividades de vida diária. Além disso, os seus principais procedimentos incluem promover o autocuidado, dar apoio na mobilidade e locomoção e fazer o aconselhamento sobre a utilização de ajudas técnicas e produtos de apoio tais como: andarilhos, bengalas, muletas, canadianas, poltronas e cadeirões, colchões ortopédicos, cadeiras de rodas e scooters de mobilidade.

Remédios para dor nas articulações

remédios artrose tratamento dor osteoartrite

Os sintomas da artrose podem ser aliviados por uma variedade de medicamento:

Analgésicos

Podem aliviar a dor, mas não reduzem a inflamação. Demonstraram ser eficazes para pessoas com artrose que têm uma dor leve a moderada.

Anti-inflamatórios não-esteróides

Podem reduzir a inflamação e aliviar a dor. No entanto, em situações de utilização prolongada, deve-se ter atenção aos seus efeitos secundários como as dores de estômago, problemas de coração, lesões no fígado e nos rins e zumbido nos ouvidos. As pessoas mais idosas têm maior risco de complicações.

Opióides

Este tipo de medicamentos geralmente têm ingredientes semelhantes à codeína e à morfina, e podem proporcionar um grande alívio da dor na artrose mais grave.

Infiltração com corticosteróides

É indicado quando existe estreitamento comprovado da articulação, vários osteófitos, esclerose subcondral e deformação no contorno ósseo.

Glucosamina ou condroitina

Suplementos para as cartilagens com glucosamina e condroitina são utilizados para ajudar a regenerar e manter a elasticidade e lubrificação das articulações, tendo bons resultados em algumas pessoas.

Bolsa térmica: quente ou fria

bolsa térmica tratamento artrose dor joelho

Pode ser usado uma bolsa térmica com calor ou frio pois ambas ajudam a reduzir a dor e o inchaço da artrose. O calor aumenta a circulação sanguínea, a tolerância à dor e a flexibilidade. O frio (gelo) ajudam a «adormecer» os nervos em redor da articulação, o que reduz a dor e a inflamação. O profissional de saúde que faz o acompanhamento da situação, dará a melhor recomendação sobre a utilização da terapia com calor ou frio.

Terapias complementares

tratamento artrose massagem dor osteoartrite

Yoga, acupuntura, osteopatia, musicoterapia, relaxamento ou massagem. Escolher uma terapia associada ao controle da dor e dos sintomas emocionais pode ser muito importante, reforçando o tratamento.

Como fazer o diagnóstico?

artrose diagnóstico médico ortopedista reumatologista

Habitualmente o diagnóstico da artrose é feito pelo médico de família que pode encaminhar o doente para um ortopedista ou reumatologista dependendo de cada situação clínica.

Na consulta médica os temas e as perguntas normalmente abordadas são:

  • Quando é a dor nas articulações começou?
  • Houve lesão de alguma articulação?
  • Teve alguma doença ou febre recentemente?
  • Descansar a articulação reduz ou piora a dor?
  • As articulações ficam rígidas de manhã?
  • Quais são as articulações atingidas pela dor ou desconforto?
  • Quais as atividades que aumentam ou diminuem a dor?
  • Qual é a atividade profissional? É uma atividade que exige movimentos repetidos ou grandes esforços físicos?
  • A dor é contínua, ou vai e vem?
  • Há história de doenças nas articulações na família?
  • Quais os medicamentos que toma atualmente?
  • Pratica ou praticou desportos de alto impacto?

Durante o exame físico, o médico poderá examinar de perto quais as articulações afetadas, analisando a sensibilidade, o inchaço ou vermelhidão. Também poderá analisar a amplitude dos movimentos das articulações. Pode ser necessário a realização de exames de diagnóstico (de imagem e de laboratório).

Exames

artrose exames osteoartrite

Os exames mais utilizados no diagnóstico da osteoartrose são:

  • Radiografia: embora a cartilagem não apareça no raio-x; a perda é revelada por um estreitamento do espaço entre os ossos no seu conjunto. O raio-x também pode mostrar osteófitos em redor de uma articulação.
  • Ressonância magnética: este exame usa ondas de rádio e um forte campo magnético para produzir imagens detalhadas dos ossos e dos tecidos moles, incluindo a cartilagem. Isso pode ser útil para determinar exatamente o que está a causar a dor articular.
  • Exames ao sangue: podem ajudar a excluir outras causas de dor nas articulações, como a artrite reumatóide.

Análise do líquido articular: é usada uma agulha e uma seringa para extrair um pouco de líquido da articulação afetada. O líquido é analisado e pode determinar se há inflamação e se a dor é causada por gota ou por uma infeção.

Conclusão

artrose dicas

Como vimos a artrose não tem cura, no entanto se o doente adotar um conjunto de hábitos de vida saudáveis e seguir as recomendações do seu médico e dos profissionais de saúde que o seguem, poderá ter uma boa qualidade de vida e controlar os sintomas e a evolução da osteoartrite.

Deixamos a título de resumo, recomendações gerais para os doentes com artrose:

  • Tomar os medicamentos prescritos pelo médico, nas quantidades e horários estabelecidos;
  • Nunca tomar medicamentos por iniciativa própria ou que foram prescritos para outras pessoas, mesmo que elas sofram da mesma doença;
  • Procurar seguir o plano de repouso e de exercícios físicos, assim como seguir os cuidados com a postura e com a atividade profissional, seguindo as orientações do profissional de saúde que faz o acompanhamento;
  • É muito importante ser paciente ao iniciar um plano de tratamento pois os resultados favoráveis na osteoartrose aparecem lentamente;
  • Seguir as medidas para controlar o peso;
  • Procurar orientações do médico sobre os efeitos colaterais dos medicamentos prescritos e informá-lo sempre que surgirem sintomas desagradáveis;
  • Evitar sentar-se em sofás moles se tiver artrose de coluna, anca, joelhos ou pés. Deve escolher uma poltrona ou sofá ortopédico que proporcionem conforto, bom posicionamento do corpo e ajudem a sentar e a levantar para diminuir a sobrecarga das articulações e a dor;
  • Sempre que possível utilizar rampas em vez de escadas;
  • Fazer coisas que o façam feliz.
  • Seguir as orientações dos profissionais de saúde que o acompanham sobre produtos de apoio que ajudem na mobilidade, reduzem a sobrecarga e a dor das articulações, tais como, bengalas, muletas, andarilhos, camas articuladas elétricas, colchões ortopédicos de conforto, scooters de mobilidade, entre outros.
  • Existem ainda produtos de apoio e ajudas técnicas que podem ser muito úteis no dia-a-dia do doente com artrose em atividades como: abotoar um botão da camisa, ajuda para vestir um casaco, ajuda para calçar meias, pinça para apanhar objetos do chão ou ajuda para levantar e sentar de uma cadeira normal.
abotoador de camisa
Abotoador de camisa
ajuda para vestir roupas foto
Ajuda para vestir roupas
ajuda para calçar meias collants
Ajuda para calçar meias collants
pinça para apanhar objetos
Pinça para apanhar objetos
assento ajuda sentar levantar
Assento ajuda sentar e levantar

Referências:

LOJAS MAIS QUE CUIDAR PORTUGAL
Porto
Estrada da Circunvalação 14688
4450-097 Matosinhos
T. 22 405 41 46
Porto
Santarém
Av Villiers
Sur Marne 23
2330-218 Entrocamento
T. 249 248 400
Santarém
Lisboa
Rua Manuel Martins da Hora, 2
1750-172 Lisboa
T 210 402 220
Lisboa
Almada
Rua do Regil 21A
2805-234
Almada
T. 210 402 248
Almada
Faro
Estrada Municipal 514
Zona Ind. da Barracha, Lote 11
8150-017 São Brá de Alportel
T. 28 982 42 25
Faro