Cuidar de um doente com sonda nasogástrica no domicilio

Cuidar de um doente com sonda nasogastrica no domicilio

CUIDAR DE UM DOENTE COM SONDA NASOGÁSTRICA NO DOMICILIO

Apresentamos de seguida algumas dicas importantes para cuidar de um doente com uma sonda nasogástrica no domicilio. Chamamos a atenção que estes procedimentos devem ser realizados por profissionais competentes (enfermeiros) ou sob a sua vigilância ou supervisão.

A SONDA NASOGÁSTRICA

A sonda nasogástrica é colocada desde o nariz até ao estômago, também, mas raramente pode ser colocada desde a boca até ao estômago. Encontra-se fixa ao nariz com adesivo. Ao longo da sonda visualizam-se marcas que correspondem à sua posição. Existem diferentes tipos de sondas nasogástricas, vamos considerar aqui os 2 tipos mais utilizados: a sonda em PVC de curta duração ou a sonda de silicone de longa duração.

CUIDADOS A TER NA ADMINISTRAÇÃO DA ALIMENTAÇÃO PELA SONDA NASOGÁSTRICA

  1. Lavar as mãos, preparar uma seringa de alimentação e um copo com água; colocar um resguardo ou protecção para o caso de extravasamento;
  2. Elevar a cabeceira da cama a 45º;
  3. Preparar a alimentação “morna” ou à temperatura ambiente;
  4. Clampar a sonda, dobrando-a, retirar a tampa e adaptar a seringa vazia à sonda;
  5. Vigiar o resíduo gástrico, aspirando o conteúdo do estômago; se a quantidade de resíduo for inferior a 100 ml, deve reintroduzi-lo e dar a refeição; se for superior a 100 ml deve retirá-lo e adiar a refeição;
  6. Aspirar a alimentação com a seringa e introduzir lentamente pela sonda;
  7. No final da administração da alimentação deve lavar-se a sonda com 50 ml de água, ou mais, conforme as necessidades; e tapar a sonda.

COMO ADMINISTRAR A ALIMENTAÇÃO

A Alimentação pela sonda deve ser Fraccionada – pode ser dada com uma seringa, durante 15 a 30 minutos, cinco a seis vezes por dia.

MEDIDAS DE SEGURANÇA, INSTRUÇÕES E PROCEDIMENTOS

No caso da sonda se exteriorizar um pouco, deve introduzir-se com cuidado, podendo para isso utilizar-se gel lubrificante na porção a introduzir. Durante este procedimento o doente poderá sentir desconforto, provocado pelo deslizamento da sonda nas mucosas. No final fixa-se novamente com adesivo.

Existem ao longo da sonda marcas que correspondem à sua posição. Vão de uma marca até quatro. A correcta posição é indicada quando a porção da sonda no exterior se encontra entre a terceira e quarta marca. Pode também utilizar a medição em centímetros da distância que vai do nariz à extremidade inicial da sonda.

No caso de se exteriorizar muito, não tente reposiciona-la. Deve contactar o enfermeiro de referência do centro de saúde ou pode contactar o serviço de enfermagem ao domicilio privado da MaisqueCuidar que funciona 24h/dia através número 967 905 111.

CUIDADOS À PESSOA COM SONDA NASOGÁSTRICA

    1. Hidratar a narina onde a sonda está colocada com vaselina (pomada) ou outro creme emoliente, para evitar que a mucosa seque e provoque feridas; deve-se ter em atenção para não colocar na zona de aderência do adesivo;
    2. Cuidados de higiene à boca, lavar com escova e pasta dentífrica e depois bochechar com elixir, ou, lavar com esponja de higiene oral embebida em elixir;
    3. Sentar o doente durante as refeições e algum tempo após as refeições;
    4. Deve deita-lo de lado caso não se consiga sentar;
    5. Antes de qualquer administração de alimentação, deve adaptar a seringa à sonda e aspirar, para ver se existe conteúdo das refeições anteriores. Se houver mais de 100 mililitros (ml), volte a introduzi-lo e adie a refeição;
    6. Administrar os alimentos pela sonda lentamente;
    7. Se o doente sentir desconforto, dores de estômago ou náuseas (enjoado), pare a alimentação e contacte o Enfermeiro de referência;
    8. Se o doente apresentar alterações, tais como: febre, diarreia ou obstipação (intestino preso), contacte o médico ou o enfermeiro.

CUIDADOS A TER COM A SONDA NASOGÁSTRICA (SNG)

  1. Tenha em atenção o prazo de validade que lhe foi recomendado;
  2. Os alimentos devem ser triturados até ficarem com consistência líquida;
  3. Lavar a sonda com água após cada refeição com cerca de 50ml.

COMPLICAÇÕES QUE PODERÃO SURGIR

  • Mecânicas:
  1. Obstrução da sonda (informar o enfermeiro);
  2. Aspiração pulmonar (sinais – tosse, expulsão de conteúdo alimentar com a tosse e dificuldade em respirar) – manter a cabeceira elevada. Informar o enfermeiro se suspeitar que a sonda está fora do sítio;
  3. Diarreia – mudar o tipo de alimentação ou diminuir a frequência das refeições. Podem ser necessários antidiarreicos;
  4. Obstipação – aumentar a ingestão de líquidos e alimentos ricos em fibras;
  5. Distensão e cólicas – evitar a entrada de ar fechando bem a sonda;
  6. Náuseas e vómitos – suspender a alimentação, notificar o enfermeiro.
  • Metabólicas:
  1. Hiperglicémia (quantidade de açúcar elevada no sangue)
  2. Hipoglicémia (quantidade de açúcar baixa no sangue)

QUE ALIMENTOS PODEMOS FORNECER À PESSOA

Deve seguir a dieta prescrita pelo médico, pelo nutricionista ou pelo enfermeiro. Deixamos aqui algumas considerações sobre os alimentados mais utilizados que devem ser bem triturados (consistência tipo néctar ou puré, sem grumos) à temperatura ambiente ou temperatura média (morna).

  • Legumes
  • Batatas
  • Massa
  • Arroz
  • Carne
  • Peixe
  • Batidos de fruta cozida
  • Líquidos – água, leite, chá, etc (1500 a 2000 ml por dia, dentro e fora das refeições)
  • Segundo prescrição médica ou aconselhamento do dietista, existem suplementos ou complementos: hiperproteicos (ricos em proteínas); hipercalóricos (ricos em calorias, energia); sais minerais; vitaminas; produtos específicos para pessoas com diabetes; produtos que favorecem a cicatrização de feridas.

Estes produtos podem apresentar-se em forma líquida (pacotes, frascos), sendo que o conteúdo deve verter-se para um copo e depois administrar com a seringa. Uma vez abertos devem ser conservados no frigorífico, e consumidos num prazo máximo de 24 horas. Se a apresentação do produto for em pó (latas), deve fazer-se a mistura com líquidos. A lata depois de aberta deve ser conservada num local fresco e seco, bem tapada e consumir no prazo máximo de um mês.

ALGUMAS INTERACÇÕES ENTRE ALIMENTOS E MEDICAMENTOS

O sumo de toranja inibe o metabolismo de vários medicamentos. Doentes medicados com Varfarina devem evitar o consumo de grandes quantidades de vegetais de folha verde escura.

ADMINISTRAÇÃO DE MEDICAMENTOS PELA SONDA NASOGÁSTRICA

  • Administrar cada medicamento separadamente, sem os misturar. Introduzir água entre os diferentes medicamentos.
  • Não triturar nem administrar através da sonda comprimidos sublinguais ou com revestimento entérico (cápsulas).
  • Administrar os medicamentos em forma líquida. Diluir os comprimidos em água até à sua dissolução total.

Sempre que tiver dúvidas deve contactar o profissional de saúde assistente de referência ou pode contactar o enfermeiro coordenador do serviço de enfermagem ao domicilio da MaisqueCuidar que funciona 24h/dia, 365 dias/ano através do número 967 905 111.

 

 

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn

Deixar comentário

O seu email não será publicado.